World Failurists Congress – uma conferência para elogiar o falhanço

wfc

A 2 de março, realiza-se em Portugal, na Casa das Histórias Paula Rego, a estreia mundial do evento World Failurists Congress – uma conferência que pretende inverter o conceito de sucesso e devolver ao falhanço o mérito que lhe é devido.

Elogiar o fracasso pode parecer estranho num primeiro olhar mas, na opinião da organização deste evento, faz até todo o sentido: “ao longo da história, e ainda que o Homem sempre tenha celebrado e aplaudido o sucesso como a melhor medida da vida das pessoas, muitos aprenderam, da forma mais difícil, que uma boa dose de falhanço tem maior probabilidade de ajudar a atingir-se o sucesso do que o sucesso em si”. E, porque o erro é um amigo para quem não baixa os braços e decide aprender com o fracasso, a organização deste evento acredita que Portugal precisa de “uma lufada de ar fresco” que alivie quem tenta e não consegue, quem tentou e não conseguiu ou até mesmo quem nunca tentou por ter medo do fracasso.

Aos oradores do WFC foi solicitado que falassem sobre “o que melhor Falharam ao longo das suas carreiras, o que ainda hoje Falham com sucesso e o que esperam Falhar no futuro”. A lista de oradores inclui vários failurists bem conhecidos do público, que se não se destacam atualmente pelos seus fracassos, certamente têm muitas histórias enriquecedoras sobre como os seus falhanços contribuíram para os posteriores sucessos:

  • Alberta Marques Fernandes (madrinha e apresentadora do evento)
  • Sónia Fernandes (Comité de [des]Organização do WFC)
  • Carlos Carreiras (presidente da Câmara Municipal de Cascais)
  • Celso Martinho (co-fundador do Sapo)
  • Susana Rodrigues (directora da Escola Superior de Artes e Design do IPLeiria)
  • Fernando Alvim (Antena 3 e TVI)
  • Pedro Domingos (co-fundador do PPL, o site de crowdfunding português)
  • Pedro Janela (WYGroup)
  • Mª João Nogueira (blogger em jonasnuts.com)
  • Ricardo Diniz (ricardodiniz.com)
  • Pedro Aniceto (gestor de produto)

É, pois, um evento que vale a pena não perder!

O programa detalhado pode ser consultado na página oficial do WFC. Os bilhetes custam apenas 10 euros e já podem ser adquiridos on-line, através do Last2Ticket.

0 comentários