Series 4: O que esperar do próximo Apple Watch

O mercado dos relógios inteligentes continua em franco crescimento e, com a Apple numa posição de privilégio, reunimos todos os rumores sobre o que podemos esperar do Apple Watch Series 4 da Apple em 2018, que se prevê que seja lançado em setembro junto com os novos iPhone.

Design

O design do Apple Watch ainda não sofreu alterações desde o seu lançamento em 2015 e, está mais que na hora da Apple redesenhar este produto icónico. Já é possível ver concepts de um Apple Watch com um ecrã maior do que o dos seus antecessores e, parece natural que a Apple esteja a trabalhar num modelo que aumente a área útil de interação com o utilizador, sem aumentar o tamanho global do Smartwatch.

Pelos rumores que temos visto, podemos estar a falar num aumento de 15% em relação a modelos anteriores, ou seja, ecrãs de 1.57 e 1,78 polegadas. Isto pode não parecer muito, mas num ecrã de dimensões reduzidas como o do Apple Watch, a diferença é enorme.

Com o aumento do tamanho do ecrã, a Apple vai ter de encontrar novas soluções de eficiência no Apple Watch Series 4. Ao que tudo indica, a marca de Cupertino prepara-se para largar o ecrã OLED até agora utilizado, e introduzir a tecnologia MicroLED. A vantagem do MicroLED é um consumo inferior ao do OLED e, que pode ser uma poupança considerável na autonomia do Apple Watch Series 4 em conjunto com o novo sistema operativo a ser lançado em Setembro, o watchOS 5.

De esperar será também ver alterações nos sensores como uma melhoria na deteção de batimentos cardíacos. Vimos na WWDC 2018 que a empresa está focada em melhorar o Apple Watch para a monitorização de saúde e atividades.

Autonomia

Possivelmente, o tendão de Aquiles do Apple Watch, a bateria nunca convenceu verdadeiramente os seus utilizadores. Com o lançamento do Apple Watch Series 3 GPS as coisas ainda pioram consideravelmente. A tecnologia das baterias tem avançado a passos largos e é possível que a Apple introduza o mesmo sistema do MacBook Pro, e que permite ganhar mais autonomia sem aumentar o tamanho da bateria.

Outra possibilidade consiste na criação de uma espécie de power bank por via de uma bracelete com bateria integrada. Sabe-se que a Apple registou uma patente para um “dispositivo auxiliar a um dispositivo wearable”, mas ainda não sabemos ao certo se vai ser vendido com o Apple Watch ou se vai ser um acessório que pode ser adquirido posteriormente.

Em termos de carregamento, seria bom ver um melhoria nas opções disponíveis. Tendo em conta as novidades vistas com o Series 3, como o carregamento sem fios com o ainda não lançado Apple AirPower, pensamos que não vai demorar vir a adoção do carregamento sem fios via a norma Qi.

Especificações

Como tem sido habitual, podemos esperar uma melhoria na performance e eficiência do Apple Watch Series 4 através de um processador atualizado de nome Apple S4.
Em termos de capacidade, não há rumores que indicam um aumento dos 16GB presentes no Apple Watch Series 3 e que para um dispositivo como um Smartwatch é mais do que o suficiente para as necessidades do dia a dia.

Quanto à memória interna do wearable da Apple, o Series 3 vem equipado com 768MB de RAM, e não parece ser um ponto onde a Apple vai mexer em demasia, talvez um pequeno aumento para os 1GB de RAM.

Um dos pontos de maior interesse pode mesmo ser a inclusão da tecnologia Bluetooth 5, uma norma mais eficiente e que no Apple Watch pode dar uma valiosa ajuda em termos de autonomia. Será também particularmente útil na melhoria das ligações com acessórios de terceiros, como por exemplo auscultadores sem fios.

Preço e disponibilidade

O preço a anunciar pela Apple é desconhecido, se seguir a linha dos anos anteriores podemos contar com preços a rondar os 400 euros para os dois tamanhos de ecrã. Contudo, com um ecrã maior, um novo processador Apple S4 e o Bluetooth 5, não ficariamos chocados por ver o preço aumentar “à Apple”.

0 comentários