Novo iMac: redesenhado, mais fino e com Fusion Drive

A Apple atualizou hoje a linha iMac, com um novo design que apresenta uma considerável redução da sua espessura. Os novos modelos trazem também pela primeira vez a Fusion Drive, que combina o armazenamento flash com um disco tradicional para obter um melhor desempenho possível sem prejuízo da capacidade de armazenamento.

A primeira coisa que salta à vista nestes novos iMacs é sem dúvida o seu aspeto ainda mais fino. Adotando também aqui algumas das medidas implementadas no MacBook Pro com Ecrã Retina, como por exemplo a eliminação da unidade ótica, a Apple conseguiu emagrecer ainda mais o iMac. A aresta lateral mede agora 5 milímetros de espessura, resultando num volume 40% inferior ao dos modelos anteriores.

Mas também por dentro há novidades. Um novo ecrã que reduz os reflexos em 75% assegurando cores brilhantes e forte contraste – e cada ecrã é calibrado individualmente durante o processo de fabrico.

O iMac de 21.5 polegadas inclui um processador quad-core Intel Core i5 a 2.7GHz (com opção de 2.9GHz), 8GB de memória e um disco de 1TB e deverá ficar disponível a partir de novembro, com preços a partir de 1399 euros. De notar que, ao contrário do que acontecia até agora, mas de modo semelhante ao que vimos acontecer nos Macbooks Pro com ecrã Retina, este novo modelo não permite atualizações posteriores de memória por parte do utilizador. Ou seja, estaremos limitados às configurações de fábrica.

Quanto ao iMac de 27 polegadas, inclui um processador quad-core Intel Core i7 a 2.9Ghz (com opção de 3.2GHz), 8GB de memória e um disco de 1TB e deverá ficar disponível a partir de dezembro, com preços a partir de 1949 euros. Os modelos de 27 polegadas têm quatro ranhuras de memória e, aparentemente, continuam a permitir a sua instalação por parte do utilizador, até ao máximo de 32GB.

Fusion Drive – velocidade e capacidade

Uma das novidades introduzidas com esta nova geração iMac foi o conceito de Fusion Drive – uma nova opção de armazenamento híbrido que combina o desempenho típico das unidades flash (128GB) com a capacidade de um disco rígido de 1TB.

O sistema “vê” um único volume de armazenamento, que gere de forma inteligente, de modo a que o utilizador obtenha um acesso extremamente rápido às aplicações que usa mais frequentemente, sem ter de abdicar de uma grande capacidade de armazenamento.

0 comments