[Exclusivo] NOS, Vodafone e MEO já estão a trabalhar no eSIM em Portugal (atualizado)

A tecnologia eSIM foi uma das novidades anunciadas com os novos iPhone, lançados em setembro. O recurso possibilita que o iPhone XS, XS Max e iPhone XR tenham suporte a dois cartões, algo inédito nos equipamentos da Apple. A tecnologia contudo, funciona diferente nos diferentes países. Nos Estados Unidos é possível ter dois números de telefone sem precisar de nenhum cartão físico. Na China, os aparelhos chegam com suporte a dois cartões físicos devido às regulamentações do país. Por cá, os iPhone já podem utilizar dois cartões (um físico e outro eletrónico) mas ainda nenhuma dá suporte ao chamado eSIM.

A tecnologia permite utilizar dois números de telemóvel no mesmo aparelho, o que evita de andar com um segundo aparelho apenas para trabalho ou viagens. Assim como acontece com outros dispositivos Android, o uso é personalizável de acordo com os gostos do utilizador. É possível definir uma linha principal para ligações e mensagens, enquanto a outra serve apenas para acesso à Internet, ou vice-versa. Mas o iPhone precisa de ser desbloqueado à operadora.

Há diferenças estruturais nos dois modelos de iPhone vendidos em todo o mundo. Enquanto que na China, Hong Kong e Macau os utilizadores podem inserir dois cartões físicos, no resto do mundo é utilizada a tecnologia eSIM, desenvolvida pela Apple.

Em Portugal, em teoria o utilizador irá continuar a adicionar um cartão físico dentro do iPhone, mas o segundo será digital. Isto só é possível quando as operadoras em questão oferecerem suporte à tecnologia e permitam a ativação do cartão via software. O Apple Watch 3 com suporte a dados móveis funciona de maneira similar. É provável por isso que quando as operadoras portuguesas adotarem a tecnologia esta chegue também chegue aos Apple Watch (a Apple ainda não vende este modelo em Portugal).

A promessa do eSIM de simplificar a ativação de novos aparelhos, já que evita a troca de cartões que realizamos agora. A configuração com esta nova tecnologia requer apenas uma configuração nos ajustes do iOS para incluir o número de telefone, seja ele da empresa ou pessoal. Todo o trabalho é feito através de um QR code ou de uma aplicação da operadora.

Exemplo de ativação através de aplicação na norte-americana T-Mobile.

A tecnologia está no entanto ainda em fraca expansão pelo mundo. Segundo a Apple, apenas está disponível em vinte e quatro países, incluindo Canadá, Alemanha, Índia, Espanha, Reino Unido e Estados Unidos.

Por cá, e embora a nova linha de iPhone tenha a funcionalidade incluída, as operadoras portuguesas ainda não oferecem essa possibilidade aos seus clientes.

Contactadas pelo iClub, tanto a Vodafone, como a NOS e a MEO disseram estarem a trabalhar ativamente na tecnologia:

Sendo uma das maiores Empresas de telecomunicações mundiais, a Vodafone está, naturalmente, a trabalhar para a implementação do eSIM.  No entanto, nesta fase é prematuro adiantar informações sobre o tema.
Vodafone

A NOS está neste momento a avaliar, em conjunto com a Apple, o lançamento do eSIM para os novos iPhones, sendo ainda prematuro avançar com datas de lançamento.
NOS

A Altice Portugal acompanha ativamente todos os todos temas de natureza tecnológica relevantes, onde se incluem as iniciativas de remote SIM provisioning. A chegada progressiva ao mercado de equipamentos eSIM enabled por parte dos fabricantes é naturalmente avaliada, estando planeada a resposta às necessidades dos nossos clientes, com detalhes concretos sobre datas e equipamentos a indicar oportunamente.
MEO/Altice

Atualizado (17 de dezembro de 2018 às 11:53): adicionada posição oficial da MEO/Altice

0 comentários