Foxconn substitui milhares de empregados por robots

Segundo reporta o jornal South China Morning Post (via: AppleInsider, e Jornal de Negócios), a Foxconn, uma das principais fabricantes da Apple, terá substituído de um total de 110  mil cerca de 60 mil trabalhadores por robots numa das suas fábricas em Kushan, na China.

A implementação de robots na linha de produção não é propriamente uma novidade para a fornecedora da Apple. Apesar de obrigarem a um investimento inicial bastante mais elevado, a verdade é que, a longo prazo, as mesmas acabaram por sair mais barato que um empregado a tempo inteiro.

Para já, não existe a informação se este processo se irá expandir, ou não, a mais fábricas da empresa, mas a mesma já  adiantou aos orgãos de comunicação social que não irá existir qualquer despedimento na empresa, justificando que “este processo se deve a uma aposta em novas máquinas e tecnologias de produção”, “sendo que os trabalhadores devem passar agora a concentrar-se mais em pesquisas, investigação, e controlo de qualidade de produção.”

A verdade é que este decisão da Foxconn deverá também agradar às empresas que fornece (incluindo a Apple), porque assegura uma produção constante dos componentes e ainda elimina todas as já conhecidas burocracias relacionadas com o incumprimentos dos direitos laborais e exploração de empregados nas fábricas.

0 comments