Chip W1 vs H1 dos AirPods – Faz realmente alguma diferença?

A Apple criou um produto de sucesso aquando o lançamento dos AirPods de primeira geração com o chip W1, tanto que a empresa já lançou o modelo de segunda geração e uma versão Pro com outro chip, o H1, diferenciado os primeiros AirPods, dos dois modelos mais recentes.

Aliás, são produtos que além do sucesso comercial, também têm sido elogiados pela sua versatilidade, qualidade sonora na categoria ao qual estão inseridos, entre outros detalhes. Mas então faz alguma diferença o chip W1 usado nos AirPods de primeira geração, em relação ao chip H1 usado nos AirPods de segunda geração e nos AirPods Pro?

Apesar do chip W1 como o H1 terem propósitos semelhantes, como por exemplo o emparelhamento mais rápido de produtos áudio com dispositivos Apple, também funcionam com sensores embutidos. Incluem acelerómetro detetor de movimentos e detetor de voz. Como resultado, eles podem conectar ou pausar o áudio automaticamente. Noutras situações, os chips também têm a capacidade de se comunicar por Bluetooth.

Apesar disso, há efetivamente algumas diferenças entre eles. A primeira diferença, entre o chip W1 e o H1 tem a ver com o suporte  Bluetooth. O H1 suporta Bluetooth 5.o enquanto o W1 dos AirPods de primeira geração só suportam Bluetooth 4.2. Na prática, esta diferença permite que os AirPods com chip H1 embutido, consigam conversação prolongada por mais tempo.

O chip mais recente, também oferece uma conexão cerca de duas vezes mais rápida quando alterna entre dispositivos Apple, enquanto ouve áudio. Por exemplo, se está a ouvir áudio no iPhone, e pretende alternar para o iPad ou Mac, a conexão será mais rápida.

“Hey Siri”

Além disso, Com a chegado do chip H1 aos dispositivos áudio da Apple, finalmente chegou a integração com a Siri. Uma funcionalidade que oferece uma experiência auditiva muito mais envolvente. De tal forma que, com os comandos da Siri pode mudar de faixas, ajustar o volume, fazer chamadas, entre outras coisas, tudo com a sua voz sem necessidade de olhar para o iPhone.

Outra vantagem do chip H1 presente nos AirPods de segunda geração, face ao chip W1, é uma melhor gestão de energia. Com isso, e com todas as funcionalidades supracitadas presentes no H1, foi possível manter a mesma duração de bateria, que os AirPods de primeira geração com o chip W1.

Em conclusão, se pretende adquirir algum produto áudio da Apple, será mais sensato escolher produtos que tragam o chip H1 embutido. Pro exemplo, os AirPods segunda geração, AirPods Pro, Beats Solo Pro, ou Powerbeats Pro.

Poderá consultar algumas dicas para os AirPods num artigo dedicado. Para outras dicas fique atento ao iClub.

 

 

0 comentários

Leave a Reply