Rumores

A agência Bloomberg avança que apesar da atual pandemia e dos constrangimentos a nível do Apple Park, com os funcionários a trabalhar através de casa, a empresa da Maçã continua a ter planos para lançar vários novos produtos este ano.

Ao que se sabe estão a ser trabalhadas novas versões do iPhone, HomePod, da Set-top box Apple TV, um novo MacBook Pro, modelos de iPad low-cost, um novo Apple Watch e novos iMac.

…a Apple não interrompeu os seus esforços para criar novos dispositivos. A empresa está a trabalhar em novas versões da coluna HomePod, da Apple TV, MacBook Pro, iPads económicos, Apple Watch e iMac, ainda este ano. A próxima rodada de iPhones emblemática está a ser preparada para a janela normal de outono… – informa a Bloomberg.

Num relatório lançado pela Bloomberg em separado e que noticiámos aqui, era indicado que alguns produtos poderiam ser adiados, sem indicar quais. Não se sabe se alguns desta lista. Certo nos dois relatórios está o lançamento dos novos iPhones com 5G no outono. O que também ficámos a saber neste relatório é que o desenvolvimento dos novos produtos, segue a bom ritmo, mesmo em trabalho remoto.

Os funcionários do Apple Park, dos edifícios em Infinite Loop e outros escritórios nos arredores de São Francisco podem ter que trabalhar a partir de casa até pelo menos ao 1º de maio. É mais ou menos por essa altura que a Apple geralmente finaliza os seus produtos para lançar entre o fim do ano e o inicio do próximo. Por isso muita coisa pode mudar até lá. Aguardemos…

Os últimos rumores sobre o muito aguardado iPhone 9 de baixo custo dão-nos indicação de quando concretamente ele poderá ser anunciado e lançado. Parece que a marca da Maçã irá revelá-lo (possivelmente em comunicado de imprensa) no próximo dia 15 de abril, o lançamento deverá ocorrer uma semana depois, a 22 de abril. Estas informações são avançadas pelo leaker e YouTuber Jon Prosser no Twitter.

Prosser observa que estas datas podem ainda ser alteradas, dado que nos encontramos no meio de uma pandemia. A dar força a este rumor a Best Buy e outras lojas de varejo já começaram a receber inventário de capas para este novo iPhone.

Os rumores são muitos de que próximos produtos da Apple, que chegariam este ano, podem ver o seu lançamento adiado por conta da atual pandemia do novo Coronavírus (Covid-19). Aliás, um deles que se tem falado nas últimas duas semanas é o iPhone. Já a Bloomberg (via MacRumors) reitera no seu mais recente relatório que os planos da marca se mantêm para o lançamento no outono. Relatórios anteriores de outras publicações davam conta disto, um possível adiamento de vários meses no cronograma de lançamento do iPhone.

Já quanto a outros produtos a Bloomberg afirma que poderão ser adiados. Não há qualquer indicação de que produtos serão estes, mas parece-me lógico a Apple querer concentrar todas as linhas de produção no principal produto e fonte de receita da empresa, o iPhone.

Resta-nos aguardar por mais detalhes que certamente chegarão no decorrer das próximas semanas. Continue atento ao iClub para ser informado em primeiríssima mão!

 

Segundo avança o 9to5Mac, BMW e a Apple estarão a trabalhar na nova funcionalidade CarKey, com o objetivo de substituir a chave tradicional dum veículo, pelo iPhone.

De acordo com a publicação, novas evidências no código do iOS 14, mostram que a Apple e a emblemática construtora alemã, estarão a desenvolver o suporte à funcionalidade CarKey. Essa funcionalidade já tinha sido descoberta numa das versões beta do iOS 13.4. Assim sendo, a BMW poderá ser a primeira construtora automóvel a implementar essa tecnologia nos seus veículos.

Como era expectável, não houve uma resposta por parte da BMW a confirmar esta questão.

Como funciona a CarKey?

Desse modo, a funcionalidade CarKey presente no iPhone, dará para abrir ou trancar as portas dos veículos, e até ligá-los, com recurso ao iPhone. Dessa forma, as tradicionais chaves físicas não serão necessárias para esses efeitos.

Mas para que a funcionalidade CarKey funcione, os dispositivos terão que possuir o novo chip U1 (Ultra Wideband) e BLE (Bluetooth Low Energy). Somente os novos iPhones 11, 11 Pro e 11 Pro Max e o novo iPad Pro é que possuem o chip U1. Os códigos do iOS 13.4, indicam que o Apple Watch, eventualmente a próxima geração, também terá esse recurso.

Além disso, segundo o staff do 9to5Mac, as chaves virtuais serão geridas pela app Wallet e funcionarão com ou sem opção de autenticação, para uma maior agilidade. Tudo aponta que será possível partilhar essas chaves virtuais por mensagem com outros utilizadores. Alegadamente, haverá uma versão em que é possível utilizar o iPhone como contactless, e outra em que pode ficar no bolso ou numa mala.

Em conclusão, é bem provável que a BMW em estreita relação com a Apple, seja a primeira a trazer a tecnologia CarKey embutida no iPhone para o mercado de automóveis. Já que foi das primeiras a implementar a versão sem fios do CarPlay.

Para já, a remoção da notch é só uma hipótese, mas é desejada pela grande maioria de fãs e utilizadores dos iPhones.

A própria Apple criou a tendência da notch, entretanto outras marcas copiaram e acabaram mesmo por as reduzir. Noutros casos recorrendo a alternativas de design ou mecânicas, como as câmaras pop-up ou os punch holes, os ecrãs acabaram por ficar mais limpos e agradáveis.

É esse desejo de um ecrã mais clean que muitos querem ver cumprido nos próximos lançamentos da Apple.

Segundo avança a publicação eslovaca Svetapple.sk, citando fontes anónimas, o iPhone 12 Pro poderá ver removida a malfadada notch.

Ora isto implicaria uma redução do tamanho dos sensores atualmente presentes nos nossos equipamentos. Ainda de acordo com o mesmo site, esta informação terá sido descoberta no código do iOS 14.

Olhando para as maquetes disponibilizadas, vemos que as margens obrigatoriamente terão de engrossar para albergar todos os sensores e câmaras. Só assim haverá a possibilidade, de entre outras coisas, assegurar o bom funcionamento do Face ID.

Com efeito, este design não nos é de todo estranho, à primeira vista vemos aqui o método usado nas duas últimas gerações do iPad Pro.

Se esta informação se vai confirmar ou não, teremos que aguardar mais uns meses neste atípico ano de 2020.

Contudo, todas as incidências do mundo Apple estarão, como sempre, aqui no iClub.

Uma nova Apple TV é esperada ainda este ano, e com ela novas funcionalidades para o seu sistema operativo, o tvOS.

Quem avança a informação é o The Verifier, a Apple está mesmo a trabalhar num novo modelo da Apple TV.

Segundo o mesmo, as suas fontes revelaram que o lançamento deste novo equipamento estará previsto para o final do ano, provavelmente algures entre novembro e dezembro. Assim, é expectável que este novo equipamento virá equipado com um processador A11 ou A12.

O Apple Arcade tornou a Apple TV também numa consola de jogos muito requisitada, por isso o aumento de performance torna-se imperativo. Para acompanhar teremos um incremento na capacidade de armazenamento que deverá ser de 64GB e 128GB.

Ao nível do tvOS teremos novidades de igual forma. A caminho da sua versão 14, o sistema operativo da Apple TV deverá conhecer a adição de um “modo crianças”. No fundo será uma funcionalidade de controlo parental, onde os encarregados de educação poderão restringir quais os conteúdos que os mais novos podem ver.

Para complementar o uso responsável desta, tal como já acontece em outros OS da gigante de Cupertino, o tvOS deverá suportar o Tempo de ecrã. Deste modo, facilmente ficaremos a saber quais as aplicações que mais vemos entre outras.

Quanto ao design da Apple TV não há indicações, para já, se permanecerá o mesmo ou se sofrerá alguma alteração.

Fique atento ao iClub para saber todas as novidades da Apple.

Foi em setembro de 2017 que o AirPower fez a sua primeira e (aparentemente) derradeira aparição, no evento de apresentação do iPhone X. O AirPower era um tapete de carregamento sem fios da Apple, completamente inovador, que permitia carregar até três dispositivos em simultâneo. Eles davam como exemplo, o iPhone, Apple Watch e os AirPods.

A Apple anunciou a sua chegada às lojas para o ano seguinte (2018), mas o ano terminou sem isso acontecer. O ano 2019 iniciou sem qualquer novidade, e a notícia, que a certa altura já todos esperávamos, acabou por sair. A gigante da Maçã anunciou o cancelamento do projeto: “Concluímos que o AirPower não alcançará os nossos altos padrões e cancelámos o projeto”. No entanto, deixaram no ar a possibilidade de trabalhar em outras opções no futuro: “Continuamos a acreditar que o futuro é sem fios e estamos comprometidos em impulsionar essa experiência”.

Ora agora um ano depois destas declarações, volta-se a falar no assunto… Surge a indicação que a Apple está a pegar novamente no projeto do AirPower. Quem o avança é o YouTuber Jon Prosser, na rede social Twitter.

Prosser classifica a sua fonte como extremamente confiável. E já tem tido alguns acertos no seu percurso enquanto leaker. Portanto não é algo para ignorar…

Ele acrescenta como nota, que nenhum dos protótipos atuais em funcionamento suporta o Apple Watch e que este parece ser o maior obstáculo no momento. Sabe-se ainda que estão a redesenhar o AirPower do zero.

Vamos ver se sai alguma coisa daqui…

Acabaram de chegar os novos iPad Pro e já se fala de sucessores com ecrãs Mini LED… A gigante da Maçã estará a preparar novos modelos para lançar no final do ano, com esta característica, segundo a DigiTimes.

A Apple aparentemente prefere o Mini LED ao OLED nos seus dispositivos de tamanho médio e lançará um ‌iPad Pro‌ com backlighting [luz de fundo] no quarto trimestre de 2020.

Também o YouTuber Jon Prosser sugere que um novo iPad Pro está a ser preparado para o final do ano, com suporte a redes 5G, acrescentando ainda a introdução de um novo processador A14X:

Para já, poucas são as informações sobre estes novos iPad Pro do final do ano, mas batem certo com relatórios anteriores do confiável Analista Ming-Chi Kuo.

Resta-nos aguardar por mais detalhes… A mim não me parece lá muito bem que a Apple ande a lançar novos modelos, sem respeitar os normais períodos de atualização. Se esta informação se confirmar, significa que dentro de seis/sete meses novos iPad Pro podem chegar ao mercado… E isso não me parece justo para quem compra agora um que acaba de sair, como foi o meu caso, fiado que ia ter o topo de gama por mais de um ano.

Secalhar, para muitos de vós que estão a ler este meu desabafo pensam: “Então devolve”. Isso não faz sentido algum, até porque o iPad que acaba de sair não deixa de ser bom por causa de uns rumores. Não se esqueçam que não passa disso. São tudo hipóteses e não devemos guiar as nossas compras por meras hipóteses, que por mais confiáveis que possam ser, a qualquer momento a Apple pode (e está no direito) de alterar os planos. Ainda para mais numa altura em que não se sabe quando estaremos realmente a viver a normalidade depois do Coronavírus.

Vários leaks têm surgido nos últimos dias que apontam para as várias novidades do iOS 14, além de uma nova interface para o ecrã principal. 

A confirmarem-se estes rumores e leaks, certamente que teremos novidades muito interessantes no iOS 14 este ano. Com base nisso, e nos códigos encontrados nas primeiras betas do iOS 14, começaram a surgir conceitos bastante apetecíveis sobre o que eventualmente poderá ser a interface do futuro sistema operativo móvel da Apple.

Ao que tudo indica, a Apple estará a trabalhar numa nova interface de utilizador, fazendo uma mudança significativa nos iOS 14. Mudança que em boa verdade, será bem vinda para muitos utilizadores, pois ao longos dos anos os iOS não sofreu alterações muito significativas. Aliás um assunto que até foi comentado num dos nossos podcasts.

Como poderá ser a nova interface do ecrã principal?

Com base nos rumores publicados no 9to5Mac, Parker Ortolani do BuzzFeed, concebeu algumas ideias interessantes sobre o novo design e a sua utilidade.

Parker Ortolani

No conceito de Ortolani, o novo ecrã principal do  iOS 14 inclui uma barra de pesquisa Spotlight na parte superior. Além disso, também idealizou controlos segmentados que permitem aos utilizadores alternar entre uma lista alfabética de todas as apps instaladas no iPhone. No mesmo conceito, aparece uma uma lista das apps mais usadas recentemente, e uma lista que inclui apenas apps assinaladas a vermelho, que serão notificações que requerem atenção do utilizador.

Também mostra como as pastas poderiam ser exibidas nessa visualização em lista, podendo ser expandidas para visualizar as apps dentro delas.

Outro conceito foi apresentado pelo site italiano iSpazio, em que permite os utilizadores alternarem a exibição em lista, ou exibição em grade. Sendo possível alternar no topo do ecrã.

Além disso, no conceito publicado pelo iSpazio, é possível visualizar descrições resumidas em cada app da lista, como o número de mensagens não lidas na app Mensagens, ou o próximo evento marcado na app Calendário.

Outro conceito vem publicado pelo site appletld, em que basicamente entrelaça os dois conceitos citados acima:

Conceito de @appletld

Inegavelmente, são conceitos muito interessantes, mas não passam disso mesmo, e baseados no código encontrado nas primeiras betas do iOS 14. Não há como saber se realmente estas funcionalidades serão implementadas da forma como foram imaginadas.

Seja como for, estamos a poucos meses da WWDC 2020, onde a Apple deve apresentar o novo iOS 14. E este ano, o evento será transmitido apenas online, devido à pandemia do Coronavírus (Covid-19).

Assim sendo, fique atento às novidades dos iOS 14 aqui no iClub.