Deprecated: The each() function is deprecated. This message will be suppressed on further calls in /home/iclubpages/public_html/wp-content/plugins/js_composer/include/classes/core/class-vc-mapper.php on line 111
Eventos Especiais

Eventos Especiais

Apresentações de novos produtos.

Tanto nos novíssimos MacBook Air, como iPad Pro, o USB-C é a agora a porta em comum. A Apple decidiu abandonar a porta Lighgtning, característica transversal a toda a mais recente gama de dispositivos moveis da marca, para adoptar o USB-C como única porta de carregamento/expansão no iPad Pro.

Os mais pessimistas dirão: ´Lá vai começar (outra vez) a saga dos adaptadores’. Eu prefiro olhar para esta mudança da seguinte forma: ‘o começo da adoção do USB-C como conector padrão para toda a sua linhas de dispositivos.’.

Face à esta nova alteração era evidente que novas versões dos principais acessórios teriam de ser lançadas de forma a ‘acelerar’ a mudança para o novo tipo de conexão. Assim sendo segue-se uma breve apresentação das principais novidades.

Apple Pencil de segunda geração

O instrumento de eleição dos mais criativos foi actualizado para uma nova versão onde as mudanças não se resumem a meramente aspectos estéticos. É certo que ao primeiro olhar salta logo à vista o acabamento fosco/mate e que agora um dos lados é plano de forma a permitir o encaixe magnético a uma das faces laterais dos novos iPad Pro, sendo nessa posição que agora o acessório recarrega a bateria e sincroniza com o tablet. Para além disto o Apple Pencil é agora também sensível ao toque, sendo que a função de um duplo toque na face táctil do lápis é personalizável de app para app.  Por fim doravante ao tocar com o lápis no ecrã do iPad Pro, este desperta automaticamente.

Tanta novidade tem o senão de limitar a compatibilidade do novo Apple Pencil apenas aos novos iPad Pro e claro um upgrade também no preço, 135€, um acréscimo de 36€ face à anterior versão.

Smart Keyboard Folio

O Smart Keyboard Folio é a nova versão das capas com teclado que a Apple já oferecia para os modelos anteriores do iPad Pro. Contudo nesta nova versão a conexão entre a parte trás do teclado e o iPad é feita através de íman, em vez de se encaixar nas laterais. A partir de agora é também possível alternar entre duas posições de digitação, uma para a secretária e outra para ser mais fácil ‘teclar’ com o tablet no colo.

Apesar do Smart Connector ter mudado de posição (agora na parte de trás do iPad em vez da lateral) a mudança não traz quaisquer diferenças na sua usabilidade, ou seja, basta conectar o teclado ao tablet que tudo começará a funcionar imediatamente e como sempre, ao abrir a capa frontal, o iPad desperta automaticamente.

O novo Smart Keyboard Folio começa nos 199€ para a versão de 11 polegadas e vai até aos 219€ na versão de 12,9 polegadas.

Smart Folio

As capas para os novíssimos iPads Pro tiram partido da nova disposição dos ímans na traseira do tablet o que liberta as laterais   conferindo um look muito mais clean a todo o conjunto.

No mais, as Smart Folios têm um funcionamento parecido com o das Smart Cases de antes, com a proteção frontal dividida em “gomos” que você pode dobrar para posicionar o seu tablet em duas posições diferentes, de visualização ou digitação.

As Smart Folio para os iPad Pro de 12,9 polegadas apresentam-se em duas cores, branco ou cinzento-carvão e custam 119€. Para a versão mais pequena, a de 11 polegadas, o preço baixa para os 89€ mas é possível optar por mais uma cor, o rosa-areia que completa o leque com as outras duas cores já enunciadas para o modelo maior.

Carregador / Adaptador de Corrente de 18W

Para acompanhar os novos iPad Pro, a Apple está também desenvolveu novos carregadores / adaptadores de corrente de 18W, que substituem os anteriores de 12W, o que certamente carregará os novos dispositivos a uma velocidade superior.

As novas versões do carregador apresentam o nova conexão USB-C e podem igualmente ser utilizados para recarregar de forma  mais rápida os iPhones mais recentes. Contudo até o momento, a Apple ainda não disponibilizou este acessório para venda de em separado, o que significa que por enquanto, a única forma de conseguir o novo carregador de 18W é adquirindo um dos novos iPads Pro.

Adaptador USB-C para auscultadores

Talvez muitos não se tenham logo apercebido mas os novos iPads Pro também não dispõe de saída jack de 3,5mm, por isso, um novo adaptador USB-C para auscultadores foi também agora disponibilizado. Os que não conseguem passar sem música no ouvido vão ter de desembolsar mais 10€ para conseguirem ligar os seus auscultadores com fio ao novo iPad Pro.

Leitor de cartão SD USB-C

A nova porta USB-C dos iPad Pro vem permitir conectar diretamente os modelos mais recentes câmeras como por exemplo a Go-Pro. Contudo para quem dispões de modelos mais antigos de máquinas ou prefere uma transferência mais rápida, está a partir de agora igualmente disponível um leitor de cartões SD com conector USB-C.

Este novo acessório é compatível não só com os novos iPads Pro, mas também com qualquer Mac com conexão USB-C e realiza leituras e transferências a velocidade UHS-II. Está disponível por 45€.

Cabo carregador USB-C de 1 metro

Já se encontrava à disposição dos uitlizadores da Maça um cabo com dois connectores USB-C nas extremidades e com o comprimento de 2 metros, cabo essa que começou por acompanhar os MacBook Pro na transição para as portas Thunderbolt 3. Agora com os novos iPad Pro, a Apple passou também a disponibilizar a versão de 1 metro igualmente pelo preço de 25€.

Quando alguns já o davam como morto em favor do seu irmão mais novo, a Apple apresentou hoje um novo modelo do MacBook Air. O novo modelo traz um novo ecrã Retina, USBC-C e Touch ID. O design também foi trabalho e é agora mais leve e mais pequeno.

O novo modelo foi apresentado no Howard Gilman Opera House em Brooklyn, Nova Iorque esta tarde e traz também novas cores. O novo ecrã é bastante glamoroso, contudo ainda não foi desta que chegou o True Tone. Além disso, a moldura é também mais fina o que faz uma grande diferença. Já o teclado é a 3ª versão do tão famoso teclado com mecanismo de borboleta da Apple, do qual já ouvimos falar tanto por causa dos problemas que deu.

A qualidade de construção é a mesma que a Apple já nos vem habituando. Tal como o novo Mac mini é agora construído 100% com alumínio reciclado. O trackpad foi também melhorado e aumentado, tendo agora o mecanismo de Force Touch. As portas foram também atualizadas sendo que agora há duas portas USB-C, mas não tem MagSafe. E sim, também há um jack para auscultadores.

O novo MacBook Air já pode ser comprado em Portugal e tem entrega prevista para dia 6 de novembro. Existem apenas uma opção de tamanho: 13 polegadas com um processador Intel Core i5 dual-core a 1,6GHZ de 8ª geração, com Turbo Boost até 3,6GHz. Existem contudo, duas opções de espaço de disco: 128GB e 256GB e três opções de cor: cinzento cideral, dourado e prateado. Os preços são 1379€ para a versão de 128GB e 1629€ para a versão de 256GB.

A Apple apresentou hoje o novo iPad Pro. Este iPad tem agora mais tecnologia e mais simplicidade no seu design, um dos destaques deste modelo, é o preenchimento total da parte frontal pelo ecrã, o botão principal deixou de existir e está agora mais conforme com a nova gama de iPhones. Também à semelhança dos atuais iPhones a ficha de auscultadores deixou de existir. No modelo mais compacto o ecrã ganhou mais meia polegada, e passa agora a ser de 11”. O Face ID está agora presente neste modelo, o que permite desbloqueá-lo através do reconhecimento facial tal como já acontece nos modelos de iPhone mais recentes. A Apple indica que o novo processador A12X Bionic de 8 núcleos com motor neural de nova geração ultrapassa o nível de performance da maioria dos computadores PC portáteis existentes no mercado.

Este novo modelo aparenta marcar o fim da conexão lightning em favor da conexão USB-C que já se encontrava em uso na atual linha de computadores portáteis. Este novo tipo de conexão no iPad permite até que o mesmo possa ser utilizado para carregar o iPhone.

Este novo modelo aparenta estar também vocacionado para novos projetos AR (Realidade aumentada). O novo motor neural foi criado para que o mesmo possa aprender de forma rápida, desde fotografia a AR, isto permite a deteção rápida de plano em aplicações AR, assim como permite um reconhecimento facial acelerado. Outras funcionalidades que requeiram uma aprendizagem do dispositivo em tempo real também beneficiarão desta tecnologia. Este novo iPad apresenta câmaras e sensores avançados e um design com 4 altifalantes. Estão assim reunidas as condições para novas experiências AR, como por exemplo, medir a reflexão de objetos reais ou circular por edifícios com sobreposições 3D.

Demonstrações da nova versão do Photoshop CC foram feitas no decorrer deste evento, mostrando a utilização de inúmeras camadas (layers), a compatibilidade de documentos com a versão desktop, e o quanto é possível fazer numa aplicação “tablet”, demonstrando que este é o verdadeiro rival de um computador portátil. As novas capacidade gráficas do iPad foram também comparadas com as de uma Xbox One S, ao demonstrar que o jogo de basquetebol NBA 2K desenvolvido para o iPad se equipara à versão das consolas com uma excelente performance e renderização a 60 fps.

Destaque também para o novo Apple Pencil que agora apresenta um sistema de fixação magnético, este fixa‑se com um clique na parte lateral do iPad Pro para carregar e emparelhar automaticamente. São agora também possíveis novas formas de interagir com o Apple Pencil. Basta um duplo toque para mudar de ferramentas, sem ter de o pousar.

Principais características:

– Ecrã Liquid Retina de 11” ou 12.9” sem botão “home” e margens mais finas.
– Processador A12X Bionic
– Face ID
– Conexão USB-C
– Suporte magnético para o novo Apple Pencil
– Apenas 5.9 mm de espessura em ambos os modelos

O novo iPad Pro já está disponível para encomenda em duas cores: Prateado e Cinzento Sideral. As capacidades são 64GB, 256GB, 512GB, e 1TB. Continua a existir a possibilidade de optar por um modelo com ou sem dados móveis.

Depois dos já habituais recados iniciais onde a Apple se focou na educação e nas suas iniciativas para os mais novos, sendo que o iPad é já usado em várias escolas por todos os EUA em atividades que vão desde a programação de robots até à criação de música. A primeira grande novidade do evento de hoje foi a apresentação do novo iPad de 9.7 polegadas, e como seria de esperar as novidades são muito voltadas para as escolas.

O novo modelo mantém as 9.7 polegadas, mas com um grande diferencial, o suporte ao Apple Pencil recurso até agora apenas disponível nos modelos Pro. O ecrã do novo iPad é de alta definição com baixa latência e com as mesmas capacidades e precisão para o Apple Pencil, que segundo a Apple levará a criatividade dos estudantes ainda mais longe. As aplicações Pages, Numbers e Keynote serão atualizadas para permitir suporte ao Apple Pencil, sendo a partir de agora possível adicionar desenhos e anotações à mão nos documentos e apresentações.

Outro dos recursos voltados para educação apresentado foi o “Smart Annotation”, uma nova ferramenta do Pages que permitirá anotações sobre documentos utilizando inteligência artificial. O editor de textos da Apple vai ainda incluir uma ferramenta para a criação de livros digitais diretamente no iPad, para além disso, vai ser possível usar as câmaras do aparelho para inserir anotações e conteúdo nos trabalhos.

Por dentro, o novo iPad terá uma câmara traseira de 8MP, uma câmara frontal Facetime HD, um ecrã de 9.7 polegadas retina, Touch ID, processador A10 Fusion e bateria para 10 horas.

Nos EUA o novo iPad vai custar a partir de 329$ (modelo apenas com WiFi de 32GB) para o público em geral e 299$ para as escolas. Estará disponível a partir de hoje, com entrega prevista para a próxima semana. As atualizações às aplicações Pages, Numbers e Keynote estarão disponíveis logo após o evento.

A Apple enviou hoje convites à imprensa internacional para um evento especial para o próximo dia 27 de março, focado em educação. O convite menciona “novas ideias criativas para professores”, é natural por isso que o foco será nas iniciativas voltadas para a educação que a gigante de Cupertino já tem, nomeadamente a aplicação Classroom.

No convite é apenas mencionado: “Let’s take a field trip”. Os rumores para o que será apresentado são vários: novos iPads, um novo Apple Pencil, um redesign ao Apple Books, uma revisão na aplicação Classroom e provavelmente novidades voltadas a programadores e, quem sabe, a base de carregamento sem fios da Apple, a AirPower.

O evento vai acontecer pela primeira vez em Chicago, no auditório do Lane Technical College Prep High School. A apresentação começará às 15h em Portugal, ainda não se sabe se a Apple fará transmissão em direto do evento.

A Apple acaba de disponibilizar, o evento completo que se realizou ontem no novíssimo Steve Jobs Theater no seu novo campus.

No evento a gigante norte-americana apresentou as suas “novidades” cujos rumores já tinham previamente dissecado quase na sua totalidade. Estamos a falar de um novo modelo de Apple Watch, uma Apple TV 4K, o iPhone 8 e 8 Plus e o novo modelo iPhone X.

Se não tiveste a oportunidade de ver o evento ao vivo ou de acompanhar a nossa cobertura, então tens aqui no iClub a terceira melhor solução.

[videojs_hls url=”https://p-events-delivery.akamaized.net/17oiubaewrvouhboiubasdfv09/m3u8/hls_vod_mvp.m3u8″ inline=”true”]

Se perdeu ou apenas quer rever os detalhes dos vídeos apresentados durante o evento de hoje, a Apple já os disponibilizou no seu canal do Youtube. Veja em baixo a playlist completa com os vídeos.

 

A “one more thing” do evento de hoje foi o iPhone X. Segundo Tim Cook, CEO da Apple, a gigante de Cupertino pretende revelar o caminho da tecnologia para os próximos 10 anos, com os ensinamentos dos últimos 10 anos desde a apresentação do iPhone original. Pouco restava para conhecer deste modelo, depois de os rumores dos últimos meses irem desvendado um pouco daquilo que é a estrela da Apple, hoje serviu quase somente como uma oficialização.

As câmaras traseiras são agora verticais, com a traseira totalmente em vidro e o ecrã a ocupar toda a frente com o recorte no topo, local onde ficam os sensores que não são poucos. As laterais são de aço inoxidável com um acabamento que parece contínuo com o vidro. O iPhone X é também resistente à poeira e à água.

O ecrã também sofreu alterações sendo agora Super Retina display, com umas incríveis 5.8 polegadas na diagonal (2436×1125 px com uma densidade de 458 ppi). O novo iPhone é o primeiro aparelho da Apple a usar um ecrã OLED. A demora na chegada deste tipo de ecrãs também foi justificada por Phil Schiller, o responsável do marketing da Apple justificou com o facto de este tipo de tecnologia ter até hoje defeitos não aceitáveis para a Apple, só agora corrigidos como era o caso do brilho e da precisão da cor.

 

O botão Home também desapareceu. Para o acordar basta apenas levantar ou tocar no ecrã uma vez. A navegação passou a ser por gestos, à lá Snapchat. Por exemplo, para ir para o ecrã inicial, basta deslizar de baixo para cima, funcionando assim em todo o sistema operativo. Para o gestor de tarefas basta deslizar para cima e segurar. Já para a Siri basta chamar por ela: “Hey Siri” em inglês ou “E aí Siri?” em português do brasil, já que a assistente da Apple continua sem chegar a Portugal em português, ou pressionar durante 2 segundos o botão lateral.

O desbloqueio do iPhone também foi alterado, dando uso à nova tecnologia agora estreada pela Apple o FaceID. A tecnologia faz uso de variados sensores, presentes no topo do aparelho e que incluem um sistema de câmaras TrueDepth, uma câmara infravermelha, iluminação flood, a câmara frontal, um projetor ponto a ponto e mais algumas tecnologias.

O FaceID funciona até mesmo em ambientes sem luz, graças aos sensores que trabalham em conjunto para reconhecer o rosto de uma pessoa. Quanto é registado um rosto o conjunto de sensores gera um modelo matemático único, cada vez que o iPhone é desbloqueado os modelos matemáticos são comparados. Tudo isto acontece numa fração de segundo, automaticamente e sem a perceção do utilizador. Isto é possível graças ao A11 Bionic, que incorpora hardware especializado em inteligência artificial, capaz de realizar mais de 600 milhões de operações num segundo.

O FaceID funciona independentemente se o utilizador mudar de corte de cabelo, usar óculos ou chapéu. Adaptando-se mesmo à medida que a barba cresce. A gigante de Cupertino afirmou mesmo que não é possível burlar o sistema com fotos ou máscaras 3D de Hollywood. Todos os dados ficam armazenados, à semelhança do TouchID, no Secure Enclave e todo o processo é feito localmente.

Comparando as taxas de erro (alguém sem ser o próprio conseguir desbloquear o aparelho), o TouchID apresenta uma taxa de 1 em cada 50.000, já o FaceID apresenta uma taxa de 1 em 1.000.000. O FaceID funciona também com o Apple Pay, basta dar dois cliques no botão lateral e olhar para o iPhone que o pagamento é realizado. À semelhança do TouchID as aplicações dos programadores poderão também usar a tecnologia.

Os Animojis também foram apresentados. O que é isto? Basicamente são um novo tipo de emojis, criados pela Appel e que através da tecnologia do FaceID emulam o rosto e até mesmo a voz. As câmaras do iPhone X são parecidas às do também novo iPhone 8 Plus, tirando a lente objetiva que passa dos f/2.8 para os f/2.4 para um melhor comportamento em ambientes de pouca luminosidade. As duas câmaras traseiras apresentam estabilização ótica. O flash True Tone usa agora a tecnologia Quad-Led que permite até duas vezes mais luz uniforme. Assim, como o 8 Plus este novo iPhone tem também disponível o modo Portrait Lightning, filma 4K a 60fps e 1080p a 240fps. A câmara frontal permite agora também usar o Modo Retrato.

Quanto à bateria do iPhone X, esta também sofreu alterações, com mais 2 horas em relação ao iPhone 7. A tecnologia de carregamento com o padrão Qi está também disponível neste modelo. É possível carregar até 3 produtos ao mesmo tempo (iPhone, AirPods e Apple Watch Series 3 por exemplo) na mesma base, a Apple apelidou-a de AirPower. Todos os dispositivos a carregar aparecem no ecrã inicial do iPhone X.

O iPhone X estará disponível em versões de 64GB e 256GB, tal como o iPhone 8, com preço de 1179€ e 1359€, respetivamente. A pré-venda tem inicio a 27 de outubro e este modelo chega ao mercado a 3 de novembro.

Tim Cook começou da melhor maneira possível a apresentação daquele que é o sucessor do iPhone 7. “Nada na indústria deu tanto poder às pessoas como o iPhone”. E se pararmos para pensar, a conclusão é que a frase é mesmo verdadeira. Segundo a Apple a evolução dos últimos 10 anos de iPhone levou à apresentação do novo iPhone 8.

Quem subiu ao palco para os apresentar foi Phill Schiller, o homem forte do marketing mundial da Apple. Os novos modelos 8 e 8 Plus trazem um design novo, com vidro tanto na frente como na traseira do aparelho com as já habituais cores: prateado, cinza espacial e dourado, esta última com um novo tipo de acabamento. Mas, como em tudo na Apple, não é um vidro qualquer, é mais durável do que qualquer outro vidro presente num smartphone. O ecrã, com respetivamente 4.7 polegadas e 5.5 polegadas com a mesma resolução do modelo 7 trazem a tecnologia estreada no iPad, o TrueTone que ajusta o ecrã conforme as condições de luz.

No que toca ao interior, temos um novo processador A11 Bionic, com um design de 6 núcleos capaz de uma performance ainda maior com um menor consumo de energia. Estes 6 núcleos funcionam independente entre si, melhorando a perfomance em mais de 40%. O GPU, ou placa gráfica é a estreia da Apple. A partir de agora é a gigante de Cupertino que desenha os GPUs para os seus aparelhos, acabando assim o controverso relacionamento com a Imagination Tecnhologies. O novo processador gráfico é 30% mais rápido e está otimizado para jogos e aplicações ainda mais complexos.

Quanto às câmaras também houveram novidades. A nova câmara do modelo de 4.7 polegadas traz um sensor de 12 megapixels com Processador de Sinais de Imagens aprimorado para melhores fotos com baixa luminosidade, com mais nitidez e menos ruído nas fotografias. Já o modelo de 5.5 polegadas, tem uma câmara dupla com dois sensores de 12MP, e aberturas f/1.8 e f/2.8 respetivamente. O modo Retrato foi aprimorado e há um novo modo disponível, o Portrait Lightning. Esta tecnologia deteta o rosto a fotografar e permitir editar tanto o rosto como o fundo separadamente dependo das luminosidades.

A gravação de vídeos também recebeu novidades já há muito pedidas. Segundo o próprio Phil Schiller, os novos modelos de iPhone têm a melhor qualidade de gravação já vista em qualquer smartphone. É possível capturar vídeos 4K a 60fps ou em câmara lenta a 240fps em 1080p. Para além disto, temos também a tecnologia de realidade aumentada. As câmaras são especialmente calibradas para a tecnologia, assim como o hardware.

E por falar em tecnologias do futuro, outra delas é o mundo sem fios. Os novos iPhone vêm equipados com Wi-Fi e novo Bluetooth 5.0 e o carregamento sem fios com o padrão QI, se bem que este último ainda não está disponível. O iPhone 8 está disponível em dois modelos, 64GB e 256GB, com um preço de 829€ e 939€ em Portugal, respetivamente. A pré-venda começa sexta-feira, dia 15 de setembro e o lançamento oficial será dia 22 de setembro, sexta-feira.