watchOS

Com toda a certeza as opiniões dividir-se-ão no que toca a um Apple Watch com formato redondo.

Há algumas semanas um amigo, utilizador Apple, estava na dúvida se deveria comprar um Apple Watch Series 5. Nessa altura uma das questões levantadas prendia-se precisamente com o formato.

O atual formato retangular não reune com toda a certeza consenso, pese embora a liderança nas vendas a nível mundial.

Pessoalmente acho que parte importante que difere o Apple Watch é precisamente a sua forma que aliás tem sido replicado por outras marcas.

Também do ponto de vista conceptual do sistema operativo é mais uniforme num ecrã retangular, o que o torna mais coerente.

Contudo, não posso ficar indiferente quando sou confrontado com conceitos como o que aqui apresento.

Sou fã da atual forma, mas raios, este conceito elaborado pela Phone Industry e divulgado pela Yanko Design tira-me do sério.

Estamos a ver um conceito com ecrã micro LED quase sem margens digno de uma marca como a Apple.

No vídeo que poderá ver mais abaixo, temos ainda diversas versões, cores e acabamentos, cada um mais bonito que o outro.

Se algum dia vamos assistir ao lançamento de um Apple Watch redondo, honestamente não me parece que esteja próximo de acontecer.

Continuam a existir muito poucos ou nenhuns rumores quanto ao design do Apple Watch Series 6, por outro lado, já sabemos algo sobre a próxima versão do watchOS conforme pode ver aqui.

Hora de fazer update ao Apple Watch! A Apple acaba de soltar as novas atualizações 6.1.3 e ainda a 5.3.5 do watchOS para o público. É interessante ver que a marca se continua a preocupar com versões anteriores do watchOS, isto para os utilizadores que não conseguem instalar o mais recente watchOS 6 no seu Apple Watch, por usarem um ‌iPhone‌ mais antigo que não suporte o iOS 13.

As duas novas atualizações introduzem a “correção para um problema que impedia que a notificação de ritmo cardíaco irregular funcionasse conforme o esperado para utilizadores do Apple Watch na Islândia”.

Faça já o download do update abrindo a app Watch no seu iPhone, vá a Geral> Atualização de software e toque em Download and Install. Ou então, pode descarregar o update diretamente no Watch (caso tenha o watchOS 6 instalado) indo a Definições > Geral > Atualização de software e toque em Download and Install.

O único modelo de Apple Watch que não recebe qualquer um destes updates é o Apple Watch original (de 2015), cujo o último update que recebeu foi o do watchOS 4.3.2.

O smartwatch da marca da maçã é o gadget mais vendido mundialmente nesta categoria. Como tal, deixamos-lhe de seguida algumas dicas para o seu Apple Watch.

É um dos meus idevices favoritos, mas obviamente gostos não se discutem e não digo que seja isento de falhas. Contudo, é dos que mais sinto falta quando por algum motivo não o uso.

O Apple Watch é de facto uma máquina com muito potencial e por vezes damos conta que com ele podemos fazer coisas que nem sabíamos ser possível.

Neste sentido, deixamos-lhe de seguida algumas dicas para tirar melhor proveito do Apple Watch que transporta no seu pulso.

Silenciar alertas com a palma da mão

Há quem use o Apple Watch permanentemente sem som para alertas e notificações, mas há quem, como eu, tenha o iPhone sempre no silêncio e o som ativo no Apple Watch. Cada qual encontrará o seu modo ideal.

Para os que têm o som ativo no smartwatch e porventura o querem silenciar quando recebem por exemplo um chamada, há uma forma muito simples de o fazer. Tão somente, nesse momento, colocar a palma da mão por cima do ecrã por pelo menos durante 3 segundos. Este passará imediatamente para o modo silencioso até que volte a ativar os sons.

É uma função que tem de estar ativa para funcionar. Para isso vá à aplicação Watch no seu iPhone, selecione “Sons e háptica” e em baixo ligue o botão de “Tapar para silenciar”

Encontrar o iPhone com o Apple Watch

Uma função simples, mas de grande serventia especialmente se for daquelas pessoas que frequentemente anda à procura do iPhone. No Apple Watch deslize o dedo do fundo para cima e carregue no botão que pode ver na imagem.

Desde que ambos estejam dentro do raio em que estão conectados, o iPhone emitirá um som que permitirá chegar até ele. Pode repetir esta ação até que o encontre mesmo.

Fazer uma captura de ecrã no Apple Watch

Quem nunca sentiu a necessidade de fazer uma captura de ecrã daquele recorde de passos? Seja para imortalizar aquele acontecimento ou simplesmente para o enviar a amigos ou partilhar nas redes sociais. Se ainda não o fez, provavelmente é porque nem sabia que era possível.

Para fazer esta captura basta premir simultaneamente a Digital Crown e o botão lateral. Depois de ver a animação gráfica da foto do ecrã poderá encontrar a sua captura na app Fotografias do iPhone.

Convém para isso conferir se tem a opção ativada recorrendo mais uma vez à app Watch no seu iPhone. Seguidamente vá a “Geral” e deslize até encontrar a função “Ativar capturas de ecrã” , ative este recurso no botão.

Limpar todas a notificações de uma só vez

Já lhe aconteceu ter no seu Apple Watch muitas notificações e querer apagá-las todas. Há uma forma simples de as apagar todas uma só vez. Deslize o dedo do topo para baixo para abrir o separador de notificações, confira se não tem novas notificações.

Caso as queira mesmo apagar todas, nesse mesmo separador faça uma pressão mais longa no ecrã e aparecerá um X acompanhado das palavras “Limpar todas”. Para completar a ação basta premir o referido X.

Forçar o reinício do Apple Watch

Antes de mais fique ciente que este recurso deve ser usado apenas no caso de o Apple Watch se encontrar por algum motivo “congelado”, ou seja, que não responda a qualquer interação. Nunca por razão alguma esta ação deve ser efetuada enquanto ocorre uma atualização de software do relógio.

Dito isto, para forçar o reinício unicamente terá que premir a Digital Crown e o botão lateral continuamente durante cerca de 10 segundos, até aparecer no ecrã a maçã do logótipo da Apple.

Estas são apenas algumas dicas para tirar mais partido do seu Apple Watch. Fique atento ao iClub que mais surgirão em breve.

Depois do discurso inicial de Tim Cook sobre Steve Jobs e o porquê do novo auditório no Apple Park se chamar Steve Jobs Theater e de Angela Ahrends subir ao palco para apresentar as novidades das lojas da Apple que agora vão passar a ser chamadas “Apple Town Halls” e vão ter um novo design, foi a vez da apresentação do novo Apple Watch.

Tim Cook começou por referir que o Watch tem registado um crescimento de 50% ano após ano, colocando-o assim como o relógio mais vendido do mundo, à frente de novos como por exemplo a Rolex. Foi então a vez de Jeff Williams subir ao palco.

Depois de recapitular as novidades no watchOS 4, já anunciadas durante a WWDC17, Jeff referiu ainda uma nova atualização à aplicação de batimento cardíaco presente no Watch. A partir de agora para além do batimento em recuperação, a aplicação vai também mostrar o batimento em repouso. Para além disto, em colaboração com a FDA e a Universidade de Stanford a Apple vai usar os dados recolhidos pela aplicação para avisar os utilizadores sobre possíveis arritmias cardíacas avisando-as de seguida, numa iniciativa que a Apple apelidou de Apple Heart Study. O novo watchOS 4 fica disponível a 19 de setembro para todos os modelos.

Foi então a vez de apresentar o novo Apple Watch series 3. A grande novidade do relógio da gigante de Cupertino é o facto de ter dados móveis, ou seja, um cartão SIM eletrónico com o mesmo número do iPhone e que usa o ecrã como antena. A novidade vai permitir usar Watch sem a necessidade de um iPhone por perto, para por exemplo ouvir música nos seus AirPods.

Outras novidades incluem um novo processador 70% mais rápido e um novo chip W2, 80% mais rápido e que usa 50% menos bateria. Estes avanços permitiram que, por exemplo, agora a Siri fale também no Watch. Para além disto, o Series 3 inclui agora também um altímetro.

Para além disto, e como já é hábito foram apresentas novas pulseiras, uma nova cor dourada e um novo Watch de cerâmica na cor preta. A nova versão do relógio tem duas versão uma com dados móveis e outra sem. Em Portugal estará à venda a partir de dia 22 de setembro apenas o modelo sem dados móveis, com um preço a partir de 379€ para modelo de 38mm e 409€ para o modelo de 42mm. A pré-venda terá inicio dia 15 de setembro, sexta-feira.

É interessante não é? E se calhar nunca pensaram que poderiam ver o nível da bateria do vosso iPhone pelo vosso relógio. Vou já adiantar que não é necessário técnicas “manhosas” como jailbreak e afins. Para tal basta terem uma aplicação.

A célebre frase de que “existe uma aplicação para tudo” cada vez se verifica como sendo mais real. Mas também se podem questionar, para que é que querem ter no vosso relógio a bateria do vosso iPhone?

Basicamente o Apple Watch é uma extensão do nosso iPhone. Durante o dia ao utilizarmos o relógio iremos extinguir algumas das funções que eram primárias no nosso iPhone. E ver a bateria do dispositivo era uma delas.

Sempre que “acordamos” o ecrã por pouco que seja existe um consumo energético do iPhone, e se estivermos “nas ultimas” de bateria tudo pode influenciar mais 3 ou 4 minutos de bateria. E sejamos realistas, está frio e só de tirar o iPhone do bolso já custa, portanto vamos lá a instalar o PhoneBattery para nos ajudar a ver a bateria que ainda temos no nosso iPhone.

A app pesa 12 MB e apenas está disponível em Inglês, Francês, Alemão, Italiano e Espanhol. O que também não nos prejudica muito pois o seu interface é bastante intuitivo. O melhor de tudo é que a mesma é gratuita.

‎PhoneBattery
‎PhoneBattery
Developer: Marcel Voss
Price: Free

Quando a Apple apresentou o novo macOS Sierra na WWDC falou sobre uma novidade que permite desbloquear o Mac através do relógio. Contudo, quando atualizei o meu MacBook Pro de 2012 para o novo macOS verifiquei que esta nova funcionalidade não estava disponível porque o meu Mac não era compatível. E foi aí que comecei a procura por alternativas.

A melhor que encontrei é o MacID, uma aplicação muito simples que permite bloquear e desbloquear o Mac através do iPhone e do Apple Watch, mas vai mais longe do que isso já que permite também controlar a música. A aplicação é muito simples, cada vez que abrir o seu Mac recebe uma notificação no seu Apple Watch para desbloquear o Mac basta premir a opção desbloquear nessa notificação e o seu Mac está desbloqueado. O design é muito bom e é sem dúvida uma aplicação a ter em conta para aqueles que gostam do ecossistema da Apple. Experimentem!

 

screen-shot-2016-10-07-at-19-55-58screen-shot-2016-10-07-at-19-56-06

‎MacID
‎MacID
Developer: Kane Cheshire
Price: 4,49 €

A rubrica Recomendados para Apple Watch está de volta e com mais uma aplicação que deve estar instalada em todos os Apple Watch dos amantes do futebol. O Onefootball que já chegou a ser demonstrado em palco pela Apple aquando do lançamento do watchOS 3 é uma aplicação super completa que mostra os resultados em direto dos jogos dos campeonatos e das equipas que pré-selecionar na aplicação para iPhone. Outra das vantagens desta aplicação é o facto de estarem disponíveis todas as ligas e todos os clubes a nível mundial. Se quer equipar o seu Apple Watch para a nova época esta é uma aplicação essencial e não se esqueça de a adicionar à dock do novo watchOS 3 para ter sempre a aplicação pronta a ser usada quando precisar de ver o resultado de algum jogo.

screen-shot-2016-09-23-at-15-38-31screen-shot-2016-09-23-at-15-38-40

Quando Tim Cook subiu ao palco anunciou que a Apple iria falar sobre os seus 4 sistemas operativos, começando pelo novo watchOS. As novidades esperadas para o sistema operativo não eram muitas, basicamente como toda a gente esperava a nova versão do watchOS é apenas uma limpeza geral no sistema operativo.

A primeira e talvez maior novidade são as aplicações instantâneas. Uma das maiores queixas dos utilizadores do Apple Watch era o tempo que as aplicações demoravam para iniciar. Como é que a Apple resolveu isto? Agora as aplicações estão sempre abertas e iniciam instantaneamente. Claro que isto seria impossível se não tivessemos um dock de aplicações onde podemos controlar as que estão abertas e as que pretendemos fechar.

A nova interface inclui ainda o Control Center, que está disponível com um simples swipe para cima no ecrã do Apple Watch. O botão lateral tem agora uma nova funcionalidade que é lançar as aplicações que estão a ser executadas em vez dos contactos favoritos, como acontecia até agora. O novo watchOS tem ainda novas watch faces, incluindo uma com a Minnie e uma outra que mostra com maior ênfase o progresso na aplicação Atividade. Para além disso, as watch faces podem agora ser mudadas com um simples swipe no ecrã. A aplicação Lembretes e a Encontrar Amigos foram ainda redesenhadas para o Apple Watch.

control center watchos

Outra das novidades foi o Scribble, uma nova forma de escrever no Apple Watch simplesmente desenhando as letras no ecrã. Esta funcionalidade está por enquanto apenas disponível em inglês e chinês, esperemos que o português seja para breve.

scribble

Outra das novidades foi as chamadas de emergência que agora podem ser feitas diretamente do Watch premindo o botão lateral. Esta chamada é feita através da rede do iPhone ou através de Wifi caso o Watch esteja ligado. Para além disso, alerta ainda os contactos de emergência via mensagem. Esta funcionalidade está disponível em todo o mundo, e corrige automaticamente o número consoante o país de onde seja feita a chamada.

sos novidade

Segundo a Apple, o uso mais comum do Apple Watch é o rastreamento de atividade física e por causa disto foi anunciado uma nova aplicação com este fim. A nova aplicação permite aos utilizadores ligarem-se aos seus amigos para verem o seu progresso, ver as suas atividades, enviar mensagens e até mesmo enviar as pulsações. O rastreamento de atividade física está também disponível agora para utilizadores de cadeira de rodas, com uma novidade a ser posta em foco. Em vez de apresentar que é hora de se levantar agora o aviso para  utilizadores de cadeiras de rodas será “Time to roll”. O Apple Watch faz agora também rastreamento da atividade na cadeira de rodas.

activity sharing

Foi apresentada mais uma nova aplicação para o Watch chamada Breathe e que vai permitir e encorajar os utilizadores a usar técnicas de respiração e relaxamento, fornecendo não só um guia para o relaxamento como a possibilidade de feedback tático.

breathe

Foram ainda apresentadas novidades especialmente para os programadores como a disponbiilização do Apple Pay para aplicações de terceiros, processamento em segundo plano de aplicações fitness, control nativo da coroa digital, APIs para o speaker control e para vídeo.

new faces

O watchOS está disponível a partir de hoje para programadores e no Outono para os restantes utilizadores gratuitamente.

 

 

A Apple acaba de fazer uma contracção de peso no mundo do desporto. Cynthia Hogan – que chegou a ser conselheira do actual Vice-Presidente dos Estados Unidos Joe Biden – desempenhava actualmente o papel de “lobbyista” de topo para a National Football League (empresa responsável pelo Futebol Americano).

Tal como reporta o Politico, Hogan irá reportar directamente à Vice-Presidente para o Ambiente da Apple, Lisa Jackson, e irá ocupar a posição de Vice-Preisdente para políticas públicas e assuntos governamentais nas Américas. Isto significa que embora a sua principal presença seja notada em Washington, Hogan também estará envolvida em decisões no Canadá e América Latina.

Numa declaração Jackson afirma que o “intelecto e capacidade de julgamento de Cynthia tem constantemente distinguido-a como uma profissional de talento único” e que a “Apple tem agora a sorte de ela se ter juntado à equipa”.

Numa altura em que a Apple quis forçar o governo dos Estados Unidos a tomar uma decisão pública sobre no caso que envolveu a gigante norte-americana e o FBI, é compreensível que a Apple queira reforçar a sua presença perto daqueles que realmente tomam este tipo de decisões.

Embora a guerra entre o FBI e a Apple tenha chegado ao fim, a verdade é que a mesma criou uma enorme divisão entre o povo americano e não só. Num lado a agência governamental e o Presidente dos Estados Unidos, do outro a Apple juntamente com várias outras empresas de tecnologia  e até as Nações Unidas. Sabendo agora que a solução encontrada pelo FBI não é aplicável a todos os casos, é esperada mais batalhas entre privacidade e segurança.