Apple terá que pagar indemnização de 234 milhões de dólares à Universidade de Wisconsin

Embora o montante pareça elevado, a Apple pode dar-se por contente por não atingir o valor pretendido inicialmente pela Universidade de Wisconsin, que se aproximava dos 860 milhões de dólares.

A semana passada a Apple foi considerada culpada de violar uma patente de 1998 desta Universidade, que descrevia uma tecnologia que permite uma melhor eficiência de processadores. O júri decidiu que a Apple utilizou indevidamente a tecnologia nos seus processadores A7, A8 e A8X que vêm instalados nos iPhones 5S, 6 e 6 Plus e ainda em vários modelos de iPads.

A Apple tentou (sem sucesso) que o júri considerasse a patente inválida e, esse mesmo colectivo de pessoas, decidiu agora que a Apple terá que pagar uma indemnização de 234 milhões de dólares (cerca de 206 milhões de euros).

A gigante tecnológica já afirmou que iria recorrer da decisão sem, no entanto, ter prestado esclarecimentos adicionais.

 

0 comments