Apple Music ganha concorrência: o YouTube Music chegou

O serviço Premium da gigante de partilha de vídeos YouTube está hoje disponível em 7 novos países, dos quais faz parte Portugal.

É portanto possível a partir de hoje obter uma subscrição ao serviço por 8,49€ mensais, 12,99€ caso opte por uma subscrição familiar. As vantagens da adesão são variadas. Os utilizadores poderão a partir de agora ver os seus vídeos favoritos sem anúncios em qualquer dispositivo, poderão guardar vídeos para visualizar posteriormente offline, será possível fazer reproduções em segundo plano (enquanto são executadas outras aplicações), passarão a ter também acesso ao YouTube Music Premium (serviço de streaming de música sem anúncios), e ao YouTube Originals (Filmes e séries originais do YouTube).

O YouTube torna-se assim mais um concorrente de peso aos atuais serviços de streaming já presentes em Portugal. Comparativamente a outros serviços, o YouTube Premium pode-se tornar mais atrativo pelo facto da sua oferta abrigar vários tipos de conteúdo, tais como vídeos, música, filmes, e séries originais.
Sendo que serviços específicos de música tal como o Apple Music ou Spotify tem um preço semelhante (por volta dos 7€), e serviços que providenciam filmes e séries como o Netflix também rondam os mesmos valores, será interessante ver até que ponto esta nova proposta passará a ser uma escolha dos Portugueses, e se migrarão a partir de serviços a que já se encontram subscritos.

Apple Music ou Spotify tem um preço semelhante (por volta dos 7€)

Mas como nem tudo é uma questão de preço, é necessário também que este serviço Premium do YouTube proporcione conteúdo de qualidade. No que toca à Música, o YouTube Music Premium poderá ainda não estar a competir ao mesmo nível com plataformas com mais longevidade no mercado, como é o caso do Apple Music. É também desconhecida a quantidade de músicas disponíveis, mas sendo este baseado na biblioteca de música já existente no YouTube, o mesmo aparenta desde já proporcionar um grande leque de escolha. A qualidade de áudio no entanto será ainda um ponto a melhorar, uma vez que a qualidade média de cada faixa ronda os 128Kpbs.
Relativamente à oferta de vídeos e séries, o Youtube Premium encontra-se ainda a dar os primeiros passos, concorrentes como o NetFlix levam desde já uma grande vantagem, sendo que é ainda necessária uma maior quantidade de conteúdo, assim com filmes/séries exclusivas de qualidade que deem o impulso necessário à plataforma.

Fica agora para ver de que forma esta nova plataforma poderá causar impacto nas plataformas de streaming existentes, e se, com o passar do tempo, esta poderá forçar um ajuste nos preços das mesmas, ou um aglomerar de conteúdos na sua oferta, sendo a Apple provavelmente a concorrente mais óbvia, uma vez que já dispõe de serviços de música e de vídeo, e poderá também unificar a sua oferta.

O YouTube está a proporcionar um período experimental de 3 meses deste serviço à semelhança do que é feito pela Apple com o Apple Music.

Para aderir ou para mais informações acerca do serviço Premium do YouTube visite o seguinte endereço:
https://www.youtube.com/premium

Recomendado:

0 comentários