Apple lidera vendas de PCs… com o iPad

Apple ultrapassou a HP em número de computadores vendidos… mas conseguiu este feito apenas graças à inclusão do iPad na categoria de “PCs”.

Uma inclusão que não é consensual, mas que me faz colocar a questão: será que faz mesmo sentido consideramos os “PCs” como sendo apenas os tradicionais caixotes e seus sucessores mais compactos, os portáteis e ultrabooks?


Para milhões de pessoas, os tablets começam a tornar-se – cada vez mais – nos seus verdadeiros computadores pessoais, permitindo-lhes fazer tudo aquilo que num “PC” nem se aventurariam a fazer. Aquela barreira quase intransponível do teclado e rato, da complicação do sistema de pastas e ficheiros, do receio de carregar na tecla errada ou clicar num sítio que faça “explodir” tudo. Será que tudo isso é um requisito para definir o que é um PC?

E se assim for… será que com a chegada do Windows 8, e do seu Metro/tablet interface… deveremos então despromover os computadores Windows 8 a “não-PCs”?

Para mim, tanto me faz… sendo mais que suficiente que façam as contas como quiserem, desde que nos digam que parcelas correspondem ao quê: PCs/portáteis/tablets/etc.

Mas nem vamos entrar então na área dos híbridos/convertíveis/transformáveis… pois então aí, é que certamente ninguém se vai entender!

0 comments