WWDC 2012 marca o fim do MacBook Pro de 17 polegadas

Na sequência do lançamento de novos portáteis MacBook Pro, ontem, durante a sessão de abertura da WWDC 2012, a Apple retirou da sua página oficial as referências ao MacBook Pro de 17 polegadas, sinalizando assim o fim de uma era.

O MacBook Pro de 17 polegadas era até há dias o portátil Apple com o ecrã de maiores dimensões e maior resolução. Era um modelo indicado sobretudo para uso profissional, nos domínios em que a área de ecrã é uma importante mais-valia para o processo criativo. A sua história remonta ao “velhinho” PowerBook G4, anunciado em janeiro de 2003, quando a Apple apresentou aquele que era considerado o maior ecrã de qualquer portátil disponível na altura. Foi o primeiro Mac a incluir a porta Firewire 800, e um dos primeiros modelos a vir configurado internamente com Bluetooth e AirPort Extreme.

Com a migração para os processadores Intel, a Apple apresentaria logo em abril de 2006 o primeiro MacBook Pro de 17 polegadas, que incluía já a câmara iSight, o conetor MagSafe e comando remoto. Daí para cá, foram sendo lançados um total de 10 gerações do MacBook Pro de 17 polegadas, com um ritmo de evolução que rapidamente ofuscou o passado glorioso dos seus cinco antepassados da dinastia PowerBook.

No entanto, e apesar de os modelos de 17 polegadas terem sido desde cedo a “jóia da coroa” da família de portáteis Apple, a verdade é que as vendas ficaram sempre um pouco aquém dos números alcançados com os modelos de 13 e 15 polegadas. Não será, portanto, de estranhar esta decisão da Apple, numa altura em que começam a estar disponíveis ecrãs com resoluções bem mais elevadas para equipar os modelos de 15 polegadas.

Há muito que se esperava um portátil de 15 polegadas com algumas das características do MacBook Air, como a leveza e o desempenho associado ao armazenamento flash. Esse momento chegou, e parece agora ser mais evidente do que nunca qual será a evolução expectável dos vários modelos MacBooks Pro para os próximos anos.

0 comentários