iphone fullhd
iPhones mais baratos, mais pequenos, maiores… não há falta de rumores sobre tudo e mais alguma coisa que diga respeito à Apple. Mas o que é certo é que depois de a Apple se ter aventurado num iPad mini que anteriormente tinha “jurado” não fazer; e de ter feito crescer o ecrã do iPhone, que anteriormente também era visto como “perfeito”… acho que já todos perceberão que tudo é possível.

Considerando a crescente (e bem sucedida) tendência que os smartphones têm tido para ecrãs cada vez maiores, será que se torna descabido imaginar que a Apple poderá preparar um iPhone com ecrã de 5″?

Se calhar não… e pela “matemática”, um ecrã com a resolução retina do iPhone 5 actual (640 × 1136) feita com a densidade do esperado ecrã retina do futuro iPad mini permitiria criar um iPhone “Plus” com a resolução do actual mas com dimensão de 4.94″.

Um tamanho que permitiria à Apple intrometer-se literalmente e fisicamente entre o Galaxy S3 e o Note II. No entanto, a resolução “retina” que em tempos foi pioneira no mercado, agora ficará bastante distante das resoluções FullHD que os novos equipamentos Android estão a oferecer nos equipamentos com ecrãs de 5″. Será que a Apple poderia dar novo salto e (re)duplicar a resolução retina?

De 640×1136 passaríamos para 1280×2272 – valor bem mais próximo dos 1920×1080 Full HD da “concorrência”. No entanto, isso obrigaria os developers a terem ainda mais trabalho, a preparar elementos gráficos para as Apps em resolução normal, retina, e retina HD – embore imagine que em muitos casos pudessem apenas fornecer os gráficos na máxima resolução e opcionalmente deixar que o iOS tratasse de reduzir a dimensão para os restantes ecrãs.

iphone fullhd samsung

Seria também um factor “novidade” que poderia ajudar a ultrapassar o sentimento de “sempre a mesma coisa” que parece estar a começar a afectar os novos equipamentos da Apple. Não sei se este salto seria dado no iPhone 5S – o mais certo seria ser guardado para o iPhone “6” – mas considerando que a Apple já perdeu a vantagem de 1 ano ou mais que tinha de liderança sobre os concorrentes, a corrida agora obriga a um mais rápido desenvolvimento (que já se sentiu, com a actualização dos iPads com CPU mais rápido a meio do ciclo habitual).

Se os restantes fabricantes podem comercializar equipamentos com ecrãs FullHD, não me parece que a ideia deste iPhone “HD” seja assim tão ridícula ou impraticável tecnicamente. E vocês… que vos parece esta teoria?