Tudo o que precisa de saber sobre o Apple Watch

O dia mais esperado do ano chegou. Depois de muita especulação sobre o apelidado iWatch, a Apple apresentou no evento de 9 de Setembro não um iWatch mas um Apple Watch.

Vem em dois tamanhos e seis diferentes braceletes e visores. Funciona apenas com o iPhone (5, 5c, 5s, 6 e 6 Plus), não sendo compatível com o sistema Android. Possui também três modelos: Apple Watch, Apple Watch Sport (mais resistente) e Apple Watch Edition (feito em ouro de 18 quilates).

É um relógio touch, com ecrã de Ion-X (Aluminossilicato), extremamente sensível a diferenças de pressão, sendo capaz de distinguir um simples toque do carregar.

Com o Apple Watch, o utilizador pode ver mensagens, atender telefonemas do iPhone, ver o calendário, a previsão do tempo, fazer pagamentos e ainda ter informação sobre calorias gastas ao longo do dia e acerca da frequência cardíaca. Particularmente na aplicação dos mapas, o Apple Watch mostra o caminho feito pelo utilizador em tempo real e avisa quando este necessita de mudar de direção.

“Este é o dispositivo mais pessoal que alguma vez criámos”, disse o Director-executivo da Apple, Tim Cook. “Trabalhámos para criar o melhor relógio no mundo, um que seja preciso”.

Quando recebe uma notificação o Apple Watch vibra de forma suave no pulso, bastando levantar o mesmo para ler a notificação. O relógio não tem teclado, mas se quiser responder a uma mensagem pode falar para o relógio para ele escrever o que foi dito, gravar um clip de som, enviar um emoji ou um pequeno desenho.

Vem integrado com a Siri, tem um acelerómetro, usa o GPS do iPhone e capta o bater do coração do utilizador.

O relógio possui também um botão lateral rotativo, como os típicos relógios que serve para aceder às aplicações. Já a bateria é carregada através de um dispositivo magnético que se liga à parte detrás do relógio.

O Apple Watch estará disponível no início do próximo ano, 2015, a partir de US$349.

 

0 comments