Tim Cook recolhe fundos para colocar Hillary Clinton na Casa Branca

Se andam um bocado desligados do que anda a acontecer no mundo da política, eu explico. Como já devem ter ouvido falar o 44º presidente dos Estados Unidos Barack Obama está nos seu último mandato e tem sucessores de peso, entre eles Hillary Clinton.

Esta é a Ex-Primeira-dama dos Estados Unidos, pois é a mulher do 42º presidente dos Estados Unidos, Bill Clinton. E agora concorre à presidência de uma das maiores potências mundiais. Os nomes mais famosos à corrida da Casa Branca são o de Hillary Clinton e do Donald Trump. Este ultimo é um empresário multi-milionário o qual deu a cara ao programa de televisão The Apprentice um reality show que estreou em 2004 e contou com 10 temporadas.

Apesar da sua fama Trump não está a ficar com a sua imagem muito bem vista pois o seu comportamento perante os seus apoiantes e os da oposição não é de louvar.

E nesta corrida à Casa Branca, até a Apple já escolheu um lado. E porque não? É uma das empresas mais importantes do mundo e dos Estados Unidos, portanto pode perfeitamente ajudar na escolha do próximo presidente dos Estados Unidos.

Segundo um relatório da Buzzfeed, Tim Cook irá financiar a primeira mulher candidata a possível presidente dos Estados Unidos da América. Numa história feita de homens, o CEO da Apple quer ajudar a mudar a história colocando a Ex-Primeira-dama no topo da nação americana.

O site Buzzfeed relata o seguinte:

Cook, joined by Lisa Jackson, Apple’s vice president of environment, policy and social initiatives, will help raise money for the Hillary Victory Fund, according to an invitation obtained by BuzzFeed News. The fund is a joint fundraising committee that contributes to the Clinton campaign, the Democratic National Committee, and 38 state parties. The fundraiser will take place on August 24, with an address to be provided to guests.

Alguns dos membros mais altos dos quadros da Apple, estão a reunir fundos para ajudar na campanha de Hillary Clinton. Apesar desta ajuda que a Apple está a dar “supostamente” não possui nenhum tipo de ligação politica a nenhum partido.

Mas muito provavelmente Tim Cook e os restantes apoiantes da empresa, não querem ser governados por Donald Trump… o que é bastante compreensível.

0 comments