Tim Cook fala do presente e futuro da Apple

Depois de em Janeiro a Apple ter apresentado resultados fiscais que não convenceram os investidores, o CEO da Apple realizou aquilo que os norte-americanos denominam de conferência “Town Hall”. Estas são conferências informais e Tim Cook efectuou uma na sede Infine Loop, onde falou do estado actual e futuro da Apple e ainda respondeu a perguntas dos empregados.

Segundo o 9to5mac, os executivos da Apple abordaram inúmeros assuntos incluindo benefícios dos empregados, fornecedores, dados sobre os seus produtos actuais e futuros e ainda o crescimento da empresa em alguns mercados.

iPhones, iPads, Apple Watch e Apple TV

No último trimestre as vendas de iPhones estagnaram mas Tim Cook quis garantir que os seus empregados tinham uma noção real do número de dispositivos vendidos. Foram comercializados mais de 74.5 milhões de dispositivos nos últimos três meses o que representa mais do que a população inteira de cidades como Nova Iorque, Londres, Pequim e Shangai (individualmente claro).

A dependência da Apple no iPhone foi também questionada pela audiência. O CEO da Apple mencionou que a empresa pode vender iPhones durante décadas e que o dispositivo ainda tem imensa margem de manobra em vários mercados mundiais. Países como a China e India são dois que foram mencionados, com a empresa a esperar crescer exponencialmente nestes mercados.

O CEO da Apple disse também que o Apple Watch (o produto que o iClub já fez uma review) foi um dos presentes de Natal mais populares. Adicionalmente, revelou que as vendas neste seu primeiro trimestre natalício foram superiores às registadas com o iPhone no mesmo período em 2007, quando este foi lançado.

Um mercado que continua em queda é o dos iPads. No entanto, Cook acredita que a empresa espera crescimento neste segmento já no final de 2016 e o CEO até fez questão de usar um iPad Pro para ler as suas notas da apresentação. Depois do lançamento do iPad Pro em Setembro do ano passado, a Apple deverá actualizar, já no próximo mês, a sua linha iPad Air.

Em sentido oposto do iPad está a Apple TV. A nova 4rta geração da Apple TV (que fizemos unboxing e review no iClub) bateu todos os recordes de vendas neste último trimestre e o CEO acredita que este dispositivo e o seus sistema operativo, tvOS, significam um futuro “brilhante” para a Apple na sala de estar. Adicionalmente, existem ainda rumores que a Apple poderá lançar um serviço de streaming televisivo num futuro próximo.

Android

No final do ano passado a Apple disponibilizou uma nova app o sistema operativo Android: a app do Apple Music. No entanto parece que os utilizadores da plataforma rival da Google podem esperar por mais novidades num futuro não muito distante. O CEO da Apple afirmou que esta app está a ser usada pela empresa para testar as “águas” para expandir os seus serviços a outras plataformas.

Campus 2, empregados e fornecedores

Para terminar o CEO e o COO da Apple falaram de temas como o novo edificio da Apple e algumas das políticas da empresa para melhorar a felicidade dos empregados e fornecedores.

No que diz respeito ao Campus 2, que está a ser construído pela Apple em Cupertino, o CEO espera que as mudanças comecem no final de 2017 e acredita que algumas das suas infraestruturas, como o novo Theater, vai dar mais flexibilidade à Apple para realizar eventos de maiores dimensões. Assim, no futuro, a Apple não precisará de alugar outros espaços para realizar os seus eventos mais importantes.

A equipa de executivos também tinha algumas surpresas reservadas para os seus empregados. Estes passarão a ter 4 semanas de licença pagas  quando necessitarem de tomar conta de um familiar doente. Para além disso, os benefícios relacionados com maternidade e paternidade serão estendidos a empregados fora dos Estados Unidos da América. A Vice-Presidente para o Retalho, Angela Ahrendts, fez também questão de mencionar que a empresa está a preparar novas soluções para garantir que os empregados não abandonem a Apple.

A situação dos fornecedores é sempre sensível mas o COO, Jeff Williams, fez questão de a abordar. Williams revelou que a Apple está prestes a anunciar que todos os metais usados nos seus produtos em 2015 e no futuro são provenientes de regiões livres de conflitos.

0 comments