Tim Cook entre a elite que está preocupada com possível eleição de Donald Trump

A ascensão meteórica de Donald Trump como principal candidato Republicano às próximas presidenciais dos Estados Unidos parece estar a preocupar algumas das pessoas mais influentes naquele país.

Curiosamente parece que algumas dessas pessoas estão inseridas no próprio partido republicano, que não se indentificam com o estilo de Trump. De acordo com o The Huffington Post, milionários, CEO de várias empresas de tecnologia (como a Apple e a Google) juntaram-se a republicanos numa ilha privada nos Estados unidos para o “American Enterprise Institute’s annual World Forum”.

O jornalista Bill Kristol revelou que havia no grupo “bastante descontentamento sobre o crescimento de Donal Trump”, tentando-se perceber a razão do seu sucesso e a clara vontade que exista alguém que o possa derrotar.

Curiosamente, a própria reportagem original cita várias fontes que negam esta situação. Naquela reunião foi dado destaque a “Marte e energias renováveis” e daí a presença de Tim Cook. No entanto o CEO não participou em qualquer reunião adicional. Adicionalmente, outras pessoas disseram que Donald Trump foi de facto assunto de conversa mas mais um sentido de conformação com a realidade e não para discutir possíveis maneiras de o derrubar.

Recentemente Donald Trump foi uma das vozes que apoiou a posição do FBI, no confronto judicial entre esta agência governamental e a Apple. Trump quer que a gigante norte-americana arranje maneira de obter as informações presentes no iPhone 5C do atirador de San Bernardino.

0 comentários