“Tenho orgulho em ser gay”, diz Tim Cook, CEO da Apple

Numa carta publicada hoje na Businessweek, uma revista da Bloomberg, Tim Cook, o presidente executivo da Apple, assumiu hoje ao mundo que é homossexual.

“Se eu nunca neguei a minha orientação sexual, também nunca a assumi, até agora” diz Cook no artigo. “Deixem-me ser claro: eu tenho orgulho em ser gay e considero que ser gay é uma das maiores dádivas que Deus me deu.”

Os rumores já existiam, e, apesar do CEO da Apple nunca os ter negado publicamente, também nunca tinha admitido a sua orientação sexual. Tim Cook admite que esta não foi uma escolha fácil uma vez que a privacidade é algo muito importante para ele. No entanto, acredita que pelo facto de ser uma figura pública, o seu anúncio poderá ajudar outras pessoas.

“Ouvir que o CEO da Apple é gay pode ajudar alguém que está a lutar para ser ele próprio ou trazer conforto para quem se sente sozinho”, explica Tim.

Há muito que a Apple é conhecida por se reger por valores como a diversidade e a igualdade, razão pela qual a empresa participou na San Francisco’s Pride Parade no início deste ano. No artigo pode, ainda, ler-se “A empresa que eu sou tão feliz por liderar há muito que defende os direitos humanos e a igualdade para todos. Nós vamos continuar a lutar pelos nossos valores, e eu acredito que qualquer CEO desta fantástica empresa, independentemente da raça, género, ou orientação sexual, iria fazer o mesmo. E eu pessoalmente irei continuar a defender a igualdade para todas as pessoas.”

 

0 comments