Tenha um pouco de privacidade na Internet, com o Safari

Lembra-se da última vez em que acedeu à Internet sem ser no seu computador pessoal? Talvez num posto público, ou na casa de um amigo, ou na empresa… Sabia que qualquer pessoa pode ter ficado a saber quais as páginas que visitou?

Sim, é verdade: o Safari (tal como a maior parte dos aplicativos de navegação na Internet, incluindo o Chrome, o Firefox e o Internet Explorer) guarda um histórico de todas as páginas visitadas. Além disso, sob determinadas circunstâncias, pode ser também possível a qualquer pessoa descobrir quais os ficheiros que foram transferidos da Internet, as pesquisas que fez no Google, ou mesmo a senha que usou para aceder ao seu correio eletrónico.

Há alturas em que é recomendável um pouco de privacidade e, felizmente, isso é possível e até nem é nada difícil…

Para evitar que o Safari guarde o histórico das páginas visitadas, basta ativar a opção Navegação Privada, que se encontra no menu Safari.

De seguida, deverá aparecer a seguinte caixa de diálogo:

Clique em OK e já está. A partir de agora, tem alguma privacidade. O Safari deixa de registar os ficheiros que descarrega da Internet, as páginas que visita, as pesquisas que faz no Google e as informações de preenchimento automático.

Para deixar tudo como estava antes, ou seja, com a Navegação Privada desativada, basta ir novamente ao menu Safari e clicar no mesmo item. Ou então clicar no botão Privado (que se encontra na barra de endereços) e clicar em OK.

E o próximo utilizador já não ficará a saber da sua vida privada…

0 comments