Substituir o ecrã do iPhone em “terceiros” pode não anular a garantia

Certamente que algum leitor deste artigo se vai identificar com o caso. A Apple está a rever a sua política de garantias, para poderem ser aceites nos Centros de Assistência modelos de iPhone com alterações não oficiais. Pode parecer absurdo e até um pouco anti-natura por parte da Apple tomar esta decisão, mas na realidade tem alguma lógica. Vamos a um exemplo prático, e que mais uma vez muitos se vão identificar com a situação. Adquiri agora um iPhone 7 Plus, lindo e cheio de espaço para apps, fotografias e vídeos. Mas cheio de coragem e motivação optei por não comprar nenhuma capa de protecção, nem nenhuma película de vidro, e o melhor nem fazer qualquer tipo de garantia para o dispositivo.

Durante muito tempo, eu próprio, fui da opinião de que não tendo garantia nem qualquer tipo de  protecção iria ter mais cuidado com o iPhone… e tive. Mas os acidentes acontecem, podemos proteger religiosamente o iPhone quando está nas nossas mãos, mas não quando está nas mãos dos outros. O iPhone cai e danifica o ecrã, fica completamente danificado, estilhaçado mas o touch ainda funciona. E agora? O que faço?

Penso: “acabei de gastar dinheiro no iPhone, partiram-me o vidro, não tenho seguro e a garantia não cobre isto“. O que vou fazer?

Vou procurar o método mais acessível financeiramente para recuperar do estrago, vou a uma loja não oficial ou arranjo os famosos “amigo do amigo” para me resolver o problema de uma forma económica. Pronto, numa situação normal a garantia do dispositivo perdeu-se. Foram substituídas as peças do produto, por componentes não originais da marca. Numa situação normal, os técnicos de um Centro de Assistência conseguem descobrir os componentes não oficiais, e esse é um dos motivos para o produto não ser aceite num Centro de Reparação.

Mesmo que o problema fosse na bateria do dispositivo e que nada tivesse a ver com o ecrã, perdíamos logo o direito a um iPhone de substituição, ou até à simples substituição da bateria. Mas isso está prestes a mudar, esta nova alteração nos procedimentos da garantia já se encontra em vigor nos Estados Unidos e no Canadá. Brevemente será possível também em Portugal utilizar esta garantia. Ou seja, se está a ler isto e tem um iPhone com um ecrã não original e que ainda se encontre dentro do período de garantia o mesmo pode dar entrada num Centro de Assistência Oficial da marca. Contudo, é de notar que em determinados casos mais complexos poderá existir uma análise por parte da Apple segundo os manuais técnicos e que pode levar a uma a que esta nova regra não se aplique.

Se procuram um bom Centro de Assistência da Apple em Portugal, a opção será a Ponto Sagres, um prestigiado centro premium que vos garante qualidade no atendimento e na assistência.

0 comments