O que vai apresentar a Apple na keynote de amanhã?

Já estamos em contagem decrescente para dia 7, dia em que iremos conhecer os novos produtos da Apple para 2016. Mas o que podemos esperar?

Para começar vamos apenas relembrar que a próxima geração do iPhone será lançada nesse dia, e como habitualmente os rumores e os leaks começam a ser abundantes.

Entre o software e o “iPhone 7” espera-se também que seja apresentado o Apple Watch 2. Mas vamos começar pelo produto mais desejado, o iPhone.

Numa entrevista já com algumas semanas produzida pela CNBC no programa “Mad Money”, Tim Cook referiu que este seria o iPhone mais revolucionário de sempre.

O CEO da Apple acredita que a empresa irá vender cerca de 78 milhões de novos iPhones depois da apresentação dos mesmos.

iPhone 7 e iPhone 7 Plus

Mas antes disso, vamos apenas fazer um ponto histórico do lançamento dos iPhones:

  • 2007 – iPhone
  • 2008 – iPhone 3G
  • 2009 – iPhone 3GS
  • 2010 – iPhone 4 (foi apresentado com um novo desing)
  • 2011 – iPhone 4S
  • 2012 – iPhone 5 (foi apresentado com um novo desing)
  • 2013 – iPhone 5S
  • 2014 – iPhone 6 e iPhone 6 Plus (foram apresentados com um novo desing)
  • 2015 – iPhone 6S e iPhone 6S Plus.

Em cima temos uma lima temporal de todos os iPhones que a Apple lançou até ao momento deste artigo.

Em 2009; 2011; 2013 e 2015 surgiram as versões “S”, e se bem nos recordamos foram os anos em que tivemos mudanças significativas nos processadores, nas câmaras e ainda com a adição de novas funcionalidades.

As mudanças mais significativas visualmente efectuadas, foram apresentadas em 2010, 2012 e 2014. Com um afastamento temporal de dois anos desde a última modificação, chegamos a 2016, onde pela lógica deveremos ter uma mudança radical de design.

E sim, essa mudança de visual já é aguardada como temos estado a acompanhar no iClub.

Neste momento podemos esperar com 2 modelos, e peço desde já desculpa a quem pensa que poderá ser lançado um modelo chamado “iPhone 6SE”, porque na minha opinião ele não existe.

Os dois modelos que se esperam são o “iPhone 7” e “iPhone 7 Plus“. Quais as diferenças entre eles?

Ambos os produtos devem de ser alvo de uma mudança de visual, o design deve de mudar como já tínhamos feito referência. Por exemplo, ambos os modelos vão ser lançados sem o jack de audio.

O infame jack de audio que tanta tinta já fez correr, que tanto já fez chorar e sorrir. Até ao momento não se sabe ao certo qual poderá ser a reacção do público a esta drástica mudança. A mesma será tão radical que será um choque para muita gente. Será uma modificação de proporções épicas para a comunidade de amantes do iPhone. Será um choque tão grande, que é quase comparado ao ponto de a Apple colocar um teclado físico no iPhone!

Mas vamos aguardar para ver como será a reacção dos utilizadores a esta novidade, caso se venha a verificar. Para quem não aguenta a expectativa e quer saber como vão ser os novos auscultadores do “iPhone 7” e “iPhone 7 Pluspodem ver aqui as imagens do leak dos mesmos.

Visto que o jack de audio de 3.5mm irá desaparecer, podemos esperar um dispositivo mais fino, mas não quero confirmar a minha opinião sobre esta característica.

O iPhone 7 aparentemente irá ter 4 colunas o que irá melhorar em muito a experiência sonora do dispositivo, algo que foi apresentado no novo iPad Pro. Se o modelo mais “baixo” irá ter esta característica podemos contar com a mesma na verão “Pro” a ser revelada no dia 7.

Os dois modelos vão ter o reposicionamento das antenas, algo que também já foi confirmado com os leaks das traseiras dos dispositivos, divulgados aqui no iClub.

As antenas vão passar para o topo das partes superiores e inferiores do dispositivo, para desse modo o utilizador não ser responsável pela perda de sinal de rede quando está a agarrar no iPhone.

A mudança não será apenas por uma questão de estética, é uma questão funcional e que irá aumentar drasticamente a capacidade de recepção de sinal dos dispositivos.

Vamos agora às maiores mudanças físicas esperadas entre estes dois dispositivos. Também já tínhamos feito referência às câmaras dos dispositivos.

O modelo mais simples, o “iPhone 7” de ser equipado apenas com uma câmara, já o modelo “7 Plus” deverá ter a tão falada dupla câmara. Resta saber quais serão as suas potencialidades perante esta nova adição. As câmaras para os dois produtos são esperadas com 12 megas.

A bateria de ambos os modelos pode ser maior em autonomia, algo que vai agradar aos utilizadores. Já para não falar que ambos os modelos devem ter uma capacidade de armazenamento mínima de 32GB. Uma mudança que é bem vinda, e aguardada pelos utilizadores já há 2 ou 3 anos.

Outra coisa que me está a suscitar muita curiosidade é que se aponta para e existência de um smart connector no “iPhone 7 Plus”. Qual será a sua funcionalidade?

Eu gostaria de ver uma nova dock de carregamento para o iPhone e esse smart connector pode ser utilizado para isso.

Tanto um como outro vão ser acompanhado com novas cores. E não nos podemos esquecer que é mais do que óbvio que os processadores vão ser optimizados, eventualmente 2.4GHz num chip A10.

E quem sabe, se não será resistente à água. A concorrência está a apostar nesse campo e pode ser que a Apple nos traga alguma inovação nesse campo.

 

Apple Watch 2

Muito sinceramente não se sabe muito sobre o Apple Watch 2, o produto do momento é mesmo o “iPhone 7”.

Estamos habituados a ver leaks dos produtos antes do tempo mas do Apple Watch 2, não se sabe muita coisa. Unindo alguns pontos, conhecem-se algumas características e até se pode especular por outras mas é tudo muito obscuro.

Mas vamos lá ver como poderá ser o novo wearable da Apple, para começar vamos ver a sua espessura.

Não se pode dizer que o relógio da Apple seja um produto exageradamente grosso, porque não o é. Mas o cliente quer sempre mais portabilidade e muitas vezes algo mais discreto, portanto o segundo modelo do Apple Watch deve ser mais fino.

Apesar de todos nós que temos produtos da Apple, gostarmos de os mostrar porque temos orgulho de os possuirmos, nem sempre precisam de ser exageradamente grandes para serem visíveis. O próprio design marca a diferença e ao longe conseguimos distinguir o produto.

Mas quando falamos que o Apple Watch pode ser mais fino, estamos a falar de quanto?

Podemos estar a falar de até 40% mais fino, ou seja quase metade do seu tamanho actual. Se isso acontecer, o relógio inevitavelmente irá ficar mais leve.

O facto de ser mais leve acaba por ser bastante gratificante durante a utilização do produto no dia-a-dia. O utilizador irá acabar por não notar que o está a utilizar, apesar de querer que todos vejam o seu acessório de moda tecnológica.

Uma das grandes dúvidas é se na realidade o Apple Watch poderá ser equipado com o suporte ao cartão SIM. Esta é uma das grandes vantagens dos relógios das marcas e dos sistemas operativos da concorrência, mas que a empresa não implementou na primeira versão do seu relógio inteligente.

Para quem não se recorda, foi abordada essa questão no Podcast #4 do iClub, onde a vários membros da equipa debateram o futuro do smartwatch da Apple.

Sistemas Operativos

Nos últimos meses, temos feito no iClub a cobertura das novidades dos sistemas operativos mais recentes, desde actualização até às novidades de cada um deles.

E agora podemos contar quase com toda a certeza que juntamente com os novos produtos saiam as versões finais dos seguintes sistemas operativos:

  • iOS 10 – Como sempre nos novos produtos apresentados já vem instalado o iOS mais recente.
  • macOS – Veio substituir o “velinho” OS X. Não acredito muito que sejam lançadas actualizações nos Macs, apesar de muito provavelmente nos falarem do macOS.
  • watchOS 3 – Caso se venha a confirmar o lançamento do Apple Watch 2 este será o sistema operativo que irá acompanhar o novo relógio inteligente da empresa.
  • tvOS 10 – O sistema operativo que irá fazer maravilhas na nova Apple TV 4.

 

E é isto que se pode esperar na keynote da Apple que irá decorrer já no dia 7 e que aqui no iClub iremos acompanhar como sempre.

 

 

 

0 comments