Preços do iPad mini revelados pela Media Markt

Parece que a Apple já perdeu mesmo o jeito para manter segredos e mesmo antes de termos qualquer tipo de confirmação oficial sobre o futuro do ainda hipotético iPad Mini, eis que os preços do mesmo parecem já ter aparecido numa Media Markt alemã.

A verificarem-se estes preços, o iPad Mini vai começar com um preço de combate de apenas 249€, a oferecer variantes de 8 a 64GB, com/sem 3G (4G?), com duas cores disponíveis: preto e branco.

  • iPad Mini WiFi 8GB: 249€
  • iPad Mini WiFi 16GB: 349€
  • iPad Mini WiFi 32GB: 449€
  • iPad Mini WiFi 64GB: 549€

Os modelos 3G/4G sofrem um agravamento de 100€.

  • iPad Mini Celular 8GB: 349€
  • iPad Mini Celular 16GB: 449€
  • iPad Mini Celular 32GB: 549€
  • iPad Mini Celular 64GB: 649€


Uma vez mais assistimos a uma total “roubalheira” no escalonamento de preços em função da memória. Bastará olhar que o diferencial entre o modelo de 8 e 16GB (acrescento de 8GB, por 100€) é precisamente o mesmo que temos entre o modelo de 32 e 64GB (onde os mesmos 100€ nos darão direito a mais 32GB!)

Mas… as marcas estão no mercado para ganhar dinheiro e não para nos “fazer favores”. E se já nos tinhamos queixado do preço inflaccionado a que nos vendem as memórias no caso do Nexus 7, aqui teremos iguais motivos para queixas – e fazendo desde iPad Mini uma autêntica “armadilha”.

O iPad Mini de 8GB oferece um preço altamente concorrencial de “apenas” 249€, mas… com a agravante de que 8GB não dão para “quase nada” hoje em dia. Instalem meia dúzia de Apps (já nem falo daqueles jogos que ocupam mais de 1GB), algumas fotos, músicas e vídeos, e… já não dá. Daí que, para um uso minimamente decente… os clientes serão tentados pelo preço de 249€, mas racionalmente terão que optar pelo modelo de 16GB a 349€.

Talvez por isso o Google tenha optado por preparar um Nexus 7 de 32GB a preço altamente concorrencial, e que poderá significar que o modelo de 199€ possa vir a ser o modelo de 16GB, para se tornar mais atractivo face a estes preços do iPad Mini.

Ainda assim, não me custa acreditar que muitos estarão dispostos a aceitar o compromisso de ter apenas 8GB de espaço (tal como acontecia com o Nexus 7), e optar por ter acesso a um excelente equipamento de entrada numa plataforma (neste caso o iOS) a preço altamente atractivo.

Embora ainda não esteja completamente convencido quanto à praticabilidade dos mini-tablets, o que é certo é que caso optasse por um (Nexus 7 ou iPad Mini), provavelmente iria mesmo para o modelo mais barato, precisamente por me recusar a pagar a “chulice” que é cobrada pelo gigabytes extra de espaço. (Espero bem que o Google me livre desse dilema, oferecendo um Nexus 7 de 16GB a 199€! 🙂 )

0 comentários