Parte do iCloud da Apple está na plataforma cloud da Google

A notícia é avançada pelo CRN que refere a redução de custos como a principal razão para a mudança de plataforma que sustenta o serviço iCloud da Apple.

Actualmente acredita-se que o iCloud estivesse maioritariamente assente na plataforma Amazon Web Services (AWS), o que custava à gigante de Cupertino cerca de mil milhões de dólares por ano. Para além da AWS especula-se que a plataforma Azures da Microsoft também suportava parte do iCloud.

Segundo fontes do CRN, a Apple irá pagar à Google entre 400 e 600 milhões de dólares para manter parte do seu serviço da Google Cloud Platform. Por detrás da mudança poderá também estar o trabalho de Dianne Grenner. A co-fundadora do software VMWare foi contratada pela Google para liderar o crescimento do seu negócio Cloud e a sua personalidade “agressiva” tem sido essencial para encerrar vários negócios na Google Cloud Platform.

No entanto, esta situação é um pouco inesperada visto que a Apple está actualmente a construir vários DataCenters (incluindo na Europa) para ajudar a manter os seus serviços online. Seria de esperar que a Apple fizesse a transição da AWS e Azures directamente para os seus DataCenters mas parece que a empresa preferiu poupar algum dinheiro até estes estarem construídos e funcionais.

0 comentários