Os preços do Surface da Microsoft

Com a data de lançamento a aproximar-se a Microsoft divulgou finalmente os preços dos seus tablets Surface, pelos quais muitos aguardavam ansiosamente (eu incluido). E infelizmente, os preços “competitivos” não serão assim tão competitivos quanto se esperaria para um equipamento que vem estrear um novo Windows (RT) e que tem que recuperar de um longo atraso para a concorrência.

No EUA, os preços começam nos $499 para o Surface RT de 32GB, a que se adicionam $100 para ter o teclado Touch Cover; ou optar pelo modelo de 64GB já com Touch Cover incluido por $699.

Preços que na Europa saltam para euros (menos 10 ou 20 euros, dependendo dos países). Pelo que cá por Portugal, o melhor mesmo é contarem com preços de 499€, 599€, e 699€.

Se a nível do hardware e qualidade de fabrico, o preço poderá até estar dentro do aceitável para quem quiser mesmo optar por um “windows” (eu continuo a achar que a MS está a ir num sentido interessante a nível do interface do Windows Phone 8 e Windows 8 “ex-metro”), o que será mais difícil engolir é que este Surface surge com um ecrã de 10.6″ com apenas 1366×768. Logo, incomparável com o ecrã do seu principal inimigo – o iPad, com os seus 2048×1536 – e também dos tablets Android que começam a ter cada vez mais propostas com ecrãs FullHD.

De qualquer forma, por agora os portugueses não terão que se preocupar com isto, já que o lançamento destes Surface acontece apenas nos EUA, Austrália, Canadá, China, França, Alemanha, Inglaterra, e Hong Kong.

E mesmo que estivessem dispostos a dar um salto até lá… as pré-encomendas já estão esgotadas, o que significa que, ou o interesse nestes Surface é elevado, ou que os stocks eram reduzidos (ou ambos! 🙂

Os rumores que circulam pela internet indicam que a MS terá encomendado 3 a 5 milhões de Surfaces para este último trimestre do ano.

A mim parece-me que o principal problema da MS será explicar ao consumidor comum que este “Windows” (RT) não é o “Windows”. Algo que por si só poderá causar enormes frustrações iniciais… ou não – isso será algo que espero ansiosamente para ver. Pode ser que a popularidade dos Androids e iOS já tenha sensibilizado o público para o conceito de versão “mobile” de um sistema operativo, diferente daquilo que se costuma fazer num desktop.

Por outro lado, não podemos ignorar que no campo do Android a aposta no preço *verdadeiramente* competitivo parece ser algo para continuar, e depois do Nexus 7 a $199 já se fala da possibilidade de ter um novo tablet a preço ainda mais reduzido, de apenas $99! E se assim for… por muito que se goste de algo, começar a ser dificil justificar-se pagar 4 ou 5 vezes mais.

Vai ser interessante ver como irão as coisas evoluir. 🙂

0 comments