O iPod ainda está vivo

Com todas as atenções centradas no novo iPhone 5, o iPod acaba por perder relevância, praticamente nem figurando em toda a antecipação de rumores até ao evento de hoje. Ainda assim, houve música e houve novos iPods. E, aparentemente, ainda não foi desta que o iPod Classic desapareceu da linha de iPods da Apple.

As duas grandes introduções foram o novo iPod Touch, mais fino e mais próximo do iPhone 5, e o novo iPod Nano, que volta a crescer, deixando de se adaptar facilmente ao pulso.

O novo iPod Touch, pela primeira vez disponível em seis cores, está equipado com uma câmara de 5 megapíxeis, filma a 1080p e vem de fábrica com o iOS6, incluindo Siri e Airplay Mirroring. Vem com o mesmo ecrã do iPhone 5, de 4 polegadas, e com um sítio especial para prender uma fita de pulso (afinal, é um facto de decisão importante no momento de compra!).

Por sua vez, o iPod Nano aproxima-se do tamanho de um cartão de crédito, com um ecrã multitoque maior. Está optimizado para reprodução de música, vídeo e fotografias, tem Bluetooth, para conexão com colunas e auscultadores, e rádio, com possibilidade de rebobinar até 15 minutos.

Outra grande novidade está nos novos auscultadores, os EarPods. Que são, segundo o que a Apple afirma, mais confortáveis e com uma qualidade de som superior. Vêm incluídos com os novos iPods e com o iPhone.

O iPod shuffle continua à venda, em novas 8 cores, com 2GB pelo mesmo preço de 49€. O iPod Nano, equipado com 16GB, custa 169€. E, por fim, o novo iPod Touch começa nos 329€ com 32GB, e pelos 64GB custará 429€. A versão anterior continua disponível tanto em 16GB e 32GB e começa nos 219€.

0 comentários