MedicineOne apresenta o eu+

O “eu+” é o nome da nova aplicação para dispositivos móveis desenvolvida pela MedicineOne, que já tivemos a oportunidade de conhecer aqui no iClub, e que tem como objetivo o de capacitar o doente e dar-lhe um papel mais ativo na gestão da sua saúde. A aplicação estará disponível já a partir do próximo dia 29 de fevereiro.

João Miguel, fundador da MedicineOne, afirma que “o doente tem um papel central na prestação de cuidados de saúde, porém muito passivo”. No seu entender, o utente tem de compreender melhor as suas doenças e o plano terapêutico que lhe é instituído. “Só dessa forma vai poder ser um parceiro do médico e colaborar de forma a garantir que, de facto, se atinge o objetivo de melhorar e recuperar de um possível problema de saúde”, observa.
O eu+ é uma app que funciona num telemóvel, iPhone ou Android, e dá ao doente muitas capacidades que não tinha até agora. Em primeiro lugar, disponibiliza-lhe informação relevante sobre o seu processo clínico, como sejam as patologias, alergias, terapêuticas, resultados das análises, biometrias, entre outros. “Isto faz com que o doente possa ter consigo informação relevante para que seja devidamente atendido.”Outra característica importante é o estabelecimento de um novo canal de comunicação, através de mensagens, que doentes e profissionais podem trocar entre si. “Com o eu+ a troca de informação entre utente e médico fica integrada no processo clínico, tal como a que é registada nas consultas”, observa João Miguel.
O eu+ tem ainda a funcionalidade dos “lembretes”, para que o utente não se esqueça de tomar os medicamentos. De acordo com o fundador da MedicineOne, isto é importante também para a unidade de saúde, porque ao receber o alerta, o indivíduo pode colocar na aplicação se os tomou ou não.

“Isto vai permitir ao médico, pela primeira vez, ter a noção do nível de adesão do doente, a cada tratamento”, mencionou, acrescentando ser uma característica inovadora. Neste sentido, pode afirmar-se que o eu+ é uma extensão ao médico e ao enfermeiro, ajudando a melhorar a adesão ao plano terapêutico instituído.

0 comentários