iPhone 5 com 4G em Todo o Mundo

Uma das grandes incógnitas referentes ao novo iPhone é relativa ao 4G/LTE. O 4G é considerado uma funcionalidade “obrigatória” para todos os novos smartphones de topo que queiram vingar no mercado. No entanto a Apple já está bem familiarizada com as implicações práticas de tal medida, com o caso do iPad 4G em que foi obrigada a tirar essa referência… por o 4G funcionar nos operadores Norte-Americanos e pouco mais.

É que as redes 4G utilizam frequências diferentes nos diversos países e regiões do mundo, cerca de 36 frequências LTE, que até agora ainda não conseguiram ser “agrupadas” num único chip que as suportasse todas – como já acontece com o 3G (que utiliza 22 frequências). Os especialistas dizem que é impraticável ter um único chip que suporte todas as frequências LTE/4G… mas a Apple poderá ter conseguido superar o problema… em parte.

Dizem que o novo iPhone 5 irá ter suporte para 4G/LTE a nível mundial. Algo que seria uma enorme vantagem sobre os concorrentes que ainda têm que fazer modelos diferenciados para os diferentes países. No entanto, será um suporte “global” que se poderá restringir apenas aos maiores mercados 4G e não literalmente a todos os países e operadores.

Por cá, devemos ter sorte, pois as nossas frequências 4G são as mesmas que são utilizadas em países como a Alemanha e Reino Unido… e como tal, será quase garantido que também teremos direito a um iPhone 4G que funcione realmente em 4G.

Resta saber que impacto este 4G terá na autonomia (embora seja de esperar que a Apple não se arrisque a lançar um iPhone com autonomia inferior aos anteriores)… e a nível de preços, fala-se que não haverá alteração face ao anterior 4S. (Enquanto vender aos milhões, e com dificuldade em ter produção que satisfaça a procura, não me parece que a Apple esteja interessada em considerar modelos mais económicos – que aliás, já existem: são os iPhones de gerações anteriores, vendidos a preços mais baixos).

Por último… apenas o apelo para que os nossos operadores tenham alguma consideração e actualizem os limites dos planos de dados… pois no mínimo torna-se obrigatório a actualização para 1 ou 2GB de tráfego mensal. (Cara Vodafone, ainda não sei como o plano Best Total continua nos 600MB quando até nos pré-pagos já foram actualizados para 1GB… vejam lá issom que ao final destas décadas como cliente, não gostaria nada de ter que mudar para outro operador que me ofereça melhores condições de acesso à internet mobile.)

0 comentários