Investigação às operações da Apple na Irlanda prolongada

A Comissão Europeia continua a investigar o acordo fiscal feito entre o governo irlandês e a Apple. Acredita-se que a Apple está a pagar apenas 2.5% de impostos, em vez dos normais 12.5%, um acordo que teve como objectivo tornar a Irlanda a sede da Apple fora dos Estados Unidos.

O Financial Times revela que a Comissão Europeia continua a investigar este acordo estando até a pedir mais documentação às duas partes. Isto traduz-se num atraso no veredicto final até meados de 2016, num processo que teve origem em 2014.

É importante mencionar que, caso o acordo seja considerado ilegal, será a Irlanda e não a Apple que terá quebrado as leis europeias. No entanto é possível que a Apple seja obrigada a pagar milhões de dólares pelos últimos 10 anos. Para além disso, a empresa poderá também proceder à mudança da sua principal morada fiscal visto que, hoje em dia, a Irlanda é onde a Apple paga impostos de todos os rendimentos provenientes de fora dos Estados Unidos da América.

0 comentários