iMigrei – e agora?! Parte 6 – Protege o teu dispositivo

Uma das características reconhecidas pelos utilizadores do iOS é, sem dúvida, a protecção que este proporciona aos seus dispositivos. Já em variadas situações,a Apple referiu que a partir do iOS 8 tornou-se impossível aceder a qualquer dispositivo, desde que devidamente configurado (a nível de segurança) para tal.

E porque efectivamente mais vale prevenir que remediar, esta semana decidimos falar das várias formas possíveis de o proteger. 
Inviabilizando assim, em caso de roubo, qualquer hipótese de puderem fazer algo com o teu equipamento ou com os teus dados.

Uma das formas de proteção mais conhecidas do iOS é o seu código de desbloqueio de ecrã, ou nos dispositivos suportados para tal, o Touch ID (sensor de impressão digital).

É na configuração inicial do dispositivo que essas configurações de segurança podem ser adicionadas. Se, após toda a configuração do aparelho, não adicionaste um processo de desbloqueio do dispositivo, devias fazê-lo. E ainda vais a tempo.
Assim sendo, para adicionar a funcionalidade de desbloqueio basta ir às Definições, e adicionar um código de desbloqueio e/ou impressão digital para ser reconhecida pelo Touch ID, sempre que pretenderes utilizar o teu iPhone/iPad/iPod.

 

  • Adicionar Código

Para adicionar um código de desbloqueio ao teu dispositivo, basta aceder a “Touch ID e Código” e selecionar a opção “Ativar código“:

Sem nomes2

De seguida, clicando em “Opções de código” têm à vossa disposição:

  • Código numérico de 6 dígitos (é a primeira opção, embora esteja apenas disponível no iOS 9);
  • Código alfanumérico personalizado (uma palavra e números, por exemplo);
  • Código numérico personalizado (a quantidade de números que pretendermos);
  • Código numérico de 4 dígitos.

É só introduzir o código pretendido (duas vezes, para evitar enganos) e tens o teu equipamento protegido.

Nota Importante:
  Devem escolher a opção que mais se adequar a vocês. Pelas razões óbvias, é de evitar códigos demasiado simples, tais como “1234”, “0000” e etc. 
Irão ser certamente, as primeiras alternativas que alguém irá tentar para aceder às informações armazenadas no vosso iDevice.

 

  • Alterar Código

No caso de quereres modificar a tua configuração de protecção actual, ao entrar neste menu, terás de introduzir o teu código de desbloqueio e, só depois, poderás proceder à alteração do mesmo. 
Isto é efectivamente muito importante, pois garante um nível de segurança enorme em todo o sistema operativo.

Sem nome12

 

  • Touch ID

Uma das novidades de hardware anunciadas em 2013 no iPhone 5S, foi o Touch ID.
 Esta foi anunciada como uma das formas mais práticas e seguras de proteger um iPhone, tornando o seu desbloqueio inviável sem a impressão digital do proprietário deste.
Na actualidade, este novo mecanismo de desbloqueio tornou-se num dos mais populares, substituindo o tradicional código já conhecido das gerações anteriores de iDevices. Afinal, haverá algo mais pessoal e seguro que a uma impressão digital?

Blog_round-up-image-touch-id
Para activares o função do Touch ID, primeiro tens que permitir a leitura da tua impressão digital no dispositivo.

Assim, clica em “Adicionar impressão digital…“, pousa simplesmente o dedo que irás utilizar no botão home (não pressiones o botão) e segue as instruções que visualizas no ecrã.

Sem nome1

Não te espantes se tiveres que levantar e pousar o dedo várias vezes. 
Nunca o pousamos da mesma forma, pois isso seria humanamente impossível, logo é necessária uma configuração ajustada a uma utilização “despreocupada” para o nosso dia-a-dia, mas ao mesmo tempo eficaz. 
Daí, como deves ter percebido, teres que passar por duas fases de leitura da impressão digital.

 

  • Touch ID e Código de Desbloqueio? Porquê? Não basta um?


Já te deves ter perguntado porquê que ao configurar uma impressão digital, teres que também criar um código de desbloqueio… 
Pois bem, imagina apenas que te feriste no dedo que tens configurado para desbloquear o iPhone/iPad. A tua impressão digital fica imediatamente diferente e deves poder ter sempre uma alternativa. 
Faz sentido não? 😉

 

  • iTunes e App Store – Compras seguras

FullSizeRender-2

Para quem não tem um dispositivo com sensor de impressão digital, introduzir a palavra-passe do nosso ID Apple sempre que queremos descarregar uma app ou comprar uma música, pode tornar-se repetitivo. 
É certo que com as últimas alterações que a Apple realizou ao iOS, já não o é tanto, mas o Touch ID é, sem sombra de dúvida, muito prático nestes casos, pois basta pousar o dedo em cima do botão e já está – a descarga começa imediatamente ou a compra fica concluída numa questão de segundos.

Para proceder à ativação desta funcionalidade, basta seleccionar a opção: “iTunes Store e App Store“, como se visualiza na imagem.

 

Nota final:
A segurança é efectivamente um grande pilar no sistema operativo móvel da Apple. 
Além da sua importância, o nível de detalhe e a adaptabilidade “ao gosto” de cada utilizador é uma mais-valia e só nos faz perceber o quanto a marca se preocupa com este aspecto.
Afinal, porque haveremos de ter um dispositivo de tão alto valor monetário e não o ter devidamente protegido?

Artigo elaborado por: João Pedro Moreira e André Fonseca

0 comentários