iMigrei – E agora?! – Parte 4 – Transfere as tuas músicas para o teu dispositivo.

Um dos grandes sucessos da Apple, e razão para o início da era dourada da mesma, foi o lançamento do iPod. Foi um fenómeno à escala mundial, impulsionador das vendas da Apple devido à sua portabilidade, fazendo com que o utilizador pudesse levar a sua música para qualquer lado.

Mas, com o passar do tempo, o iPod foi perdendo o seu encanto, e prevendo isso, Steve Jobs, na altura o CEO da empresa, anunciou  em 2007 um dos produtos de maior sucesso de sempre da Apple: o iPhone. Este dispositivo , em conjunto com sistema operativo iOS, proporciona ao utilizadores uma experiência mais completa no dia-a-dia.

A app Música é uma das mais antigas presentes no iOS. 
Desenvolvida a partir do conceito do iPod, esta aplicação é um dos leitores de música mais populares, devido à sua simplicidade e facilidade de utilização.

Este ano, durante a conferência dos programadores (WWDC), a Apple anunciou uma atualização na mesma , adicionando um novo serviço de streaming: O Apple Music, já abordado no último artigo da nossa rubrica semanal.
Com o anúncio desta novidade, muitos ficaram bastante satisfeitos, e outros nem por isso. É para os não satisfeitos com este novo serviço, que nos dirigimos esta semana, falando da aplicação, sem a subscrição do mesmo.

Sincronização de Músicas através do iTunes

image

Para adicionar as tuas músicas preferidas ao iPhone, iPad, ou iPod Touch, basta utilizar o software iTunes. 
Pré-instalado nos equipamentos Apple, mais concretamente no Mac OS X, é uma ferramenta muito importante na gestão do nosso iDevice.
No entanto, como a Apple sabe, nem todos nós temos um Mac. Assim, o iTunes está também disponível para PC’s Window, de forma a que qualquer pessoa possa usufruir das suas funcionalidades.

image

É através do iTunes, que organizamos toda a nossa biblioteca de músicas, seja por artista, tipo de música, ano de lançamento, etc. Mas é também a partir dele, que podemos ter toda a música que desejamos no nosso dispositivo iOS, para ouvir em qualquer lado, em qualquer situação.

1 – Instalar o iTunes
Caso tenhas um dispositivo, podes descarregar o iTunes directamente do site da Apple, clicando aqui
. Após a sua instalação, vamos proceder à respetiva abertura do software.

image

O design e a organização de conteúdos mostra bem a mentalidade da Apple em todos os seus produtos: tudo está localizado de forma a que a utilização seja intuitiva de utilizar para qualquer pessoa.

 

2 – Adicionar música à Biblioteca do iTunes
Inicialmente, temos de indicar ao iTunes onde se encontra a nossa música.
Podemos adicionar qualquer música que tenhamos armazenada, ou até mesmo pastas inteiras.
– Assim, no menu superior, clica em Ficheiro e escolhe a opção “Adicionar pasta à biblioteca…”.
(Caso não visualizes este menu, clica nas teclas Ctrl + B)

image

– De seguida, verás que o Explorador do Windows (ou o Finder, no caso de Mac OS X) se abre, e devemos navegar até à localização onde se encontra a pasta com música que pretendemos adicionar e clicar em “Selecionar pasta…

image
Dependendo da quantidade de música a adicionar, o processo pode ser rápido ou mais demorado. Verás agora, ao clicar em “Música” (localizado no menu ao centro da janela) que o álbum já se encontra na nossa biblioteca.
Caso te seja mais conveniente, podes criar listas de músicas para determinados momentos e/ou eventos (karaoke, música para relaxar, aniversários, festas…). Para tal basta selecionar a opção Listas e configurar tudo da maneira preferida.

3 – Sincronizar músicas com dispositivo iOS
Quando estiver terminada toda a transferência de músicas para a Biblioteca, já podemos sincronizar as mesmas para o nosso iPhone, iPad ou iPod Touch.
Além do iTunes, precisamos também do cabo USB – Lightning do nosso dispositivo, para realizar esta operação.

image

Passando à acção propriamente dita, após ligarmos o nosso equipamento ao PC ou Mac, visualizamos uma nova configuração de janela, onde é possível gerir todos os conteúdos multimédia. 
Neste caso em concreto, a opção que nos interessa é a música. Assim sendo, só é necessário clicar na opção música, localizada no menu lateral esquerdo.

image
Como vês, aqui temos duas opções: ou sincronizamos toda a música para o iPhone, ou apenas listas de reprodução ou álbuns selecionados.
Assim que optes pelo que é mais adequado para ti, basta clicar no botão “Aplicar” localizado no canto inferior direito da janela.
Esperas alguns segundos e já está – a música está neste momento armazenada na memória interna do dispositivo e já a podes ouvir e quando e onde bem te apetecer.

4 – Organização da biblioteca de músicas no iPhone/iPad/iPod Touch

Pelas razões óbvias, teria também que ser simples e intuitivo navegar entre as nossas músicas e escolher o que queremos ouvir no nosso dispositivo. E isso confirma-se.
Podemos visualizar, tal como no iTunes, as músicas por álbuns, artistas, entre outras opções, através de um sub-menu que é acessível clicando em “Álbuns” ou na opção de organização ativa de momento, como visualizamos na imagem.

image

Relação entre a app e a iTunes Store

image

Existe outra forma de adicionarmos música ao nosso dispositivo.
Mas para isso, teremos que adquirir/comprar a música através de uma das funcionalidades mais antigas da apple: A iTunes Store.
É essencialmente uma aplicação com praticamente as mesmas funcionalidades, e design da App Store, e é através dela que é possível comprar músicas , ou álbuns dos seus artistas preferidos, sendo também possível comprar filmes, entre outro tipo de conteúdos.

image

3D Touch na iTunes Store

image

A app iTunes Store, presente no nosso dispositivo, foi uma das contempladas com os já conhecidos atalhos do 3D Touch, estando apenas disponíveis as opções:

– Pesquisar:

O menu pesquisar, é dos mais básicos da funcionalidade, servindo exatamente como o próprio nome indica para a pesquisa do conteúdo na Store.

– Usar Código:

É através deste atalho, que podemos inserir os códigos de vales oferta do iTunes, disponíveis nas lojas para compra, com valores já pré definidos.

 

 

Co-relação Apple Music e App Música nativa.

image
A grande diferenças entre a app musica e o serviço Apple Music, é sem duvida, a possibilidade por parte do utilizador, de através do serviço de streaming, aceder a todo o conteúdo musical existente na iTunes store.
Neste serviço que funciona via streaming, não existe a necessidade por parte do utilizador de guardar a musica ou o álbum, a ouvir no dispositivo. 
Deste modo não ocupa espaço na memória do telefone ou tablet, o que tem bastante influências em iPhones ou iPads com 16GB, diga-se de passagem. Chamamos à atenção do utilizador que, no Apple Music, a poupança de armazenamento só funciona nos casos em que o utilizador não procede ao download das musicas para o dispositivo.

Para os não subscritores do Apple Music, continuamos a ter disponíveis a rede social Connect e opção Rádio, (abordadas também no artigo anterior do iMigrei).

E tu? Usas o Apple Music? Ou preferes trabalhar com a app música desta forma?
Artigo elaborado por: João Pedro Moreira e André Fonseca.

 

0 comments