GlaxoSmithKline é a primeira grande farmacêutica a usar o ResearchKit

Apple ResearchKIT

O ResearchKit foi uma das principais surpresas da Apple em 2014. A plataforma de investigação médica foi apresentada a par do renovado MacBook Retina de 12″ e do Apple Watch, prometendo revolucionar a investigação médica.

O serviço começou a ser usado maioritariamente por centros de investigação académica, com a criação de apps focadas em doenças como Diabetes e Parkinson. A possibilidade de ter acesso a milhares de dados de pessoas, sem que para isso as mesmas tenham que se deslocar a um hospital é extremamente apelativa e veio, de facto, revolucionar este género de investigação.

Agora a primeira grande farmacêutica veio anunciar que também irá usar o ResearchKit. A GlaxoSmithKline (GSK) apresentou uma nova app para ajudar a monitorizar os seus pacientes com artrite reumatóide.

O estudo da GSK chama-se PARADE (Patient Rheumatoid Arthritis Data from the Real World) e pretende estudar o efeito desta doença tem na vida das pessoas, tirando proveito dos sensores do iPhone. O dispositivo irá armazenar dados como dores nas articulações, cansaço e disposição emocional em geral.

PARADE terá uma duração de 3 meses e irá juntar mais de 300 pacientes com artrite reumatóide nos Estados Unidos da América e será o primeiro relacionado por uma farmacêutica mundial. É esperado que outras gigantes da área criem estudos que também tirem proveito do ResearchKit.

0 comments