Chrome para iOS, uma alternativa ao Safari?

No passado dia 26 a Google lançou a versão para iOS do seu popular browser, o Chrome. Dada a enorme rivalidade que existe entre a Apple e a Google no mercado móvel, este lançamento levanta uma questão: que empresa produz o melhor browser?

Em primeiro lugar, é importante referir que em termos de velocidade o Chrome não está ao nível do Safari. Isto deve-se ao facto de a Apple não permitir que terceiros usem a tecnologia Nitro Java Script do Safari. Adicionalmente, o iOS não permite a alteração dos programas predefinidos. Logo, sempre que um link é aberto (na app Mail, por exemplo), este é aberto pelo Safari.

Posto isto, o Chrome para iOS apresenta-se como uma alternativa ao Safari, com algumas limitações já referidas, mas também com algumas inovações interessantes.

A primeira dessas inovações é o grau de sincronização que é possível com a versão desktop e outros dispositivos móveis, pois além dos favoritos é também possível sincronizar os tabs abertos. Para tirar partido desta potencialidade basta iniciar sessão com a mesma Google Account nos diferentes dispositivos. Esta funcionalidade foi também anunciada pela Apple na Worldwide Developer Conference e estará disponível no Safari 6. Contudo, causa alguma surpresa que a Google se tenha antecipado.

Outra inovação interessante é o facto de a barra de pesquisa e a barra de endereços presentes no Safari terem sido substituídas por uma “omnibar” que tem incorporada a já conhecida função Google Instant. Destaca-se ainda a opção de pesquisar uma determinada palavra dentro de um site.

Mas talvez a mais importante diferença seja o modo como os diferentes tabs abertos são geridos. Um swipe do limite lateral do ecrã alterna entre os vários tabs abertos e um toque no ícone que se encontra no canto superior direito mostra todos os tabs abertos em cascata. Aí, um swipe lateral num tab elimina-o.

Finalmente, existe também a possibilidade de ativar a navegação em privado no próprio browser. Recorde-se que esta opção também existe no Safari, mas obriga o utilizador a ir ao menu Definições para a ativar.

Em jeito de conclusão, resta dizer que o Google Chrome apresenta algumas inovações interessantes, nomeadamente a navegação entre tabs e a “omnibar”, que a Apple faria bem em analisar. No entanto, para uma experiência rápida, integrada e funcional, o Safari continua a ser a melhor aposta.

[divider]
Download iTunes Store
Preço: Gratuito

Categoria: Utilitários
Lançamento: 26 de Jun de 2012
Versão: 19.0.1084.60
Tamanho: 12.8 MB
Idiomas: Idiomas: Português, Amárico, Árabe, Bengali, Bokmål, Norwegian, Búlgaro, Catalão, Chinês, Croata, Checo, Dinamarquês, Holandês, Inglês, Estónio, Finlandês, Francês, Alemão, Grego, Gujarati, Hebraico, Hindi, Húngaro, Indonésio, Italiano, Japonês, Kannada, Coreano, Letão, Lituano, Malaio, Malaiala, Marata, Norueguês, Persa, Polaco, Romeno, Russo, Sérvio, Eslovaco, Esloveno, Espanhol, Swahili, Sueco, Tamil, Tegulu, Tailandês, Turco, Ucraniano, Vietnamita.
Programador: Google, Inc.
© Google Inc.
Classificação de 4+

Requisitos: Compatível com iPhone 3GS, iPhone 4, iPhone 4S, iPod touch (3ª geração), iPod touch (4ª geração) e iPad. Requer o iOS 4.3 ou posterior.

0 comentários