CFO da Apple acha justo que Apple não pague retroactivos na Irlanda

Pode-se dizer que Luca Maestri, CFO da Apple, é um sonhador mas a esperança é a última a morrer até porque, de acordo com um estudo mais recente, a empresa poderia ter que pagar cerca de 7 mil milhões euros, um valor que certamente teria impacto nas contas trimestrais.

Ao Financial Times, Maestri fez questão de mencionar que o caso é entre a Comissão Europeia e a Irlanda sendo que, independentemente do resultado, a Apple nunca poderá ser considerada culpada. O CFO disse que neste momento seria complicado prever o impacto deste caso e que é preciso esperar pela decisão. No entanto, Maestri acredita que uma “conclusão justa da investigação” seria a Apple não pagar nada.

Em Dezembro a Comissão Europeia anunciou um prolongamento da sua investigação que visa o acordo nos impostos entre a Apple e o governo Irlandês. Segundo rumores a gigante norte-americana paga apenas 2.5% (em vez dos habituais 12.5%) das suas receitas o que transformou a filial da Apple neste país um dos principais canais monetários.

No início desta semana o CEO da Apple, Tim Cook, reuniu-se com alguns executivos da União Europa e a empresa anunciou algumas novidades neste continente, talvez com o intuito de mostrar a importância que tem.

0 comments