Cabeças rolam na Apple: Forstall vai para a rua

Boas e más notícias para os fãs da Apple. As boas notícias são que Scott Forstall, responsável pelo iOS, está de saída da empresa; as más notícias são… que espero que não se chamem Scott Forstall.

As “telenovelas” no interior da Apple não são nada de novo – bastará olhar para a história mais antiga, quando Steve Jobs foi forçado a sair da sua própria empresa – e ao que parece, Scott Forstall estava a ser um elemento cada vez mais indesejável (embora se lhe deva dar o mérito de ter feito do iOS aquilo que todos conhecemos.)

Depois da morte de Steve Jobs, Forstall parecia estar mais interessado em reunir o máximo de poder possível dentro da empresa, do que propriamente a fazer aquilo que lhe competia. (Não será necessário relembrar todas as vezes que também por aqui tenho criticado a lentidão da Apple em manter o seu iOS actual e dinâmico, para responder aos concorrentes.)
Forstall era um “protegido” de longa data de Steve Jobs (desde o tempo da NeXT), e alguns até pensavam que viria a ser o seu sucessor à frente da Apple após a sua morte. Algo que poderá ajudar a explicar o seu comportamento desde então…

Mas a gota de água parece ter chegado com os novos mapas do iOS6, onde Fostall também era o responsável máximo… mas que depois da “cagada” que foi o lançamento, se recusou a colocar o seu nome no pedido de desculpas público que a Apple enviou cá para fora. A partir daí Tim Cook parece ter decido que “já chegava”.

O que é certo é que se poderá ter uma ideia do sentimento que os seus colegas sentiam por ele: com a maioria a festejar a sua saída!

Forstall era também um dos grandes fãs do Skeuomorphism, o estilo de design que tenta imitar as coisas físicas no ambiente digital: por exemplo, o feltro verde das mesas de jogos no centro de jogos do iOS, couro costurado na “carteira” do Find my Friends. Um estilo que tem vindo a ser criticado por um número crescente de vozes… pois há tempo e limites para tudo, e chega-se a um ponto em que se deve arranjar novas formas de fazer as coisas usando a tecnologia existen… e não ficar para sempre agarrado ao passado.

Com a saída de Scott, há muitas boas esperanças para que o iOS receba a dose de rejuvenescimento que há muito se esperava. Para começar, Jony Ive passará a ser o líder em termos do interface e design de tudo o que seja desenvolvido pela Apple daqui para a frente. O iOS passará a estar a cargo de Craig Federighi, até aqui responsável pelo OS X. Quanto à Siri e os Mapas passam para o Eddy Cue, o actual responsável pelo iTunes, App Store, iBooks, iCloud (vamos lá ver como isso corre).

Não menos interessante, a Apple vai criar também um novo grupo dedicado à “Tecnologia” que irá agregar todos os desenvolvimentos de hardware (incluindo os chips desenvolvidos pela Apple), que será liderado por Bob Mansfield, antigo responsável pelo hardware.

Vamos lá ver que resultados práticos resultam desta remodelação…

Até lá, não precisam ter muita pena de Scott Forstall, pois quando se está a este nível, até os despedimentos são mais “meiguinhos”. Forstall continuará na Apple por aproximadamente mais 1 ano, como “conselheiro” de Tim Cook – um artifício que muitos dizem servir unicamente para o impedir de saltar directamente e imediatamente para uma empresa concorrente.

Na foto: Phil Schiller, Steve Jobs, Scott Forstall

0 comentários