Banksy usa Steve Jobs para relembrar crise de refugiados

A Europa enfrenta actualmente uma crise migratória sem precedentes que se tem revelado um desafio político mas também de valores. Numa altura em que as temperaturas no velho Continente começam a baixar e que Inverno está aí à porta, o controverso artista de rua Banksy resolveu dar destaque a este problema.

O artista relembrou o mundo que Steve Jobs, que foi adoptado quando ainda era novo, tinha um pai de origem síria e que talvez até podia ser ele naquelas situações hoje em dia. O trabalho foi feito no campo de refugiados em Calais na França, onde milhares de pessoas tentam diariamente arranjar maneira de chegar ao Reino Unido, através do túnel no canal da Mancha.

Na imagem intitulada “the son of a migrant from Syria”  (o filho de um emigrante da Síria) pode-se ver Steve Jobs com a sua roupa habitual, calças de ganga e t-shirt preta, segurando numa mão um saco com pertences e noutra um Mac original.

 

 

0 comentários