Apple tem que pagar 625 milhões de dólares por violação de patentes

Um júri no tribunal do Texas, Estados Unidos da América, considerou a Apple culpada de violar 4 patentes da empresa VirnetX. A decisão do júri foi unânime que concluiu que as tecnologias FaceTime, iMessage e serviços VPN (juntamente com os dispositivos que as usas) tiraram proveito de propriedade intelectual  da VirnetX, relacionada com protocolos de comunicação segura.

Em 2012, um tribunal já tinha tomado decisão idêntica mas a mesma foi em 2014 anulada por outro tribunal. Esta anulação obriga sempre a um novo julgamento cuja decisão foi agora conhecida com a Apple a ter que pagar 625 milhões de dólares (cerca de 558 milhões de euros) onde mais de metade desse valor, 334 milhões de dólares, está associado a patentes violadas com sistemas operativos mais antigos – do iOS 3 ao iOS 6.

A Apple não divulgou qualquer comentário sobre esta decisão do tribunal mas o CEO da VirnetX congratulou-se afirmando que o júri confirmou algo que já se sabia: a Apple usou indevidamente tecnologia patenteada pela sua empresa.

VirnetX é uma empresa que não comercializa qualquer produto mas, nos últimos anos, tem feito milhões graças a algumas das suas patentes.  Agora “vitima” desta VirnetX é a Microsoft que já teve de pagar mais de 240 milhões de dólares em dois julgamentos diferentes (2010 e 2014), devido à plataforma de comunicação Skype.

0 comentários