Apple reconhece Erro 53 com o Touch ID

Se está a pensar em arranjar o seu dispositivo móvel num serviço não autorizado da Apple, então é melhor ler esta notícia.

O The Guardian revela que a revolta em torno do “Erro 53” da Apple está a aumentar exponencialmente. Este erro, que torna o dispositivo móvel inútil e ainda elimina bastante informação pessoal do utilizador (como fotografias), acontece quando a pessoa faz, por exemplo, uma substituição do ecrã num local não autorizado pela Apple.

Segundo explicação oficial da Apple, quando existe um problema que afecte o Touch ID, os serviços oficiais da Apple procedem posteriormente ao re-emparcelamento entre o Touch ID e a enclave de segurança. Quando a reparação é feita noutros locais este processo não acontece, sendo esta a principal razão pelo Erro 53.

Curiosamente, isto nunca foi um problema até à mais recente versão do sistema operativo móvel da Apple que, basicamente, transforma o dispositivo num tijolo. Várias pessoas afirmam que o seu dispositivo, incluindo o Touch ID, esteve sempre funcional depois da reparação mas isso tudo mudou com o iOS 9.2.1.

O grande problema é que, em alguns países, não existem serviços de reparação autorizados pela Apple. Essa foi a situação do jornalista do The Guardian Antonio Olmos que, recorreu a um serviço não autorizado na Macedónia quando o ecrã do seu iPhone partiu-se. Naquele país não existe um serviço autorizado e quando mais tarde se deparou com o Erro 53, as lojas da Apple disseram-lhe que não podiam fazer nada e que teria que pagar mais de 200 libras pela reparação.

No entanto, e talvez já percebendo o aumento da contestação, um responsável da Apple disse ao The Guardian que todas as pessoas afectadas deveriam contactar o suporte técnico da empresa.

0 comments