Apple Music, o novo serviço de streaming de música da Apple

A Apple revelou hoje o seu novo serviço de streaming de música, o “Apple Music”. O serviço permitirá fazer streaming de música e de rádio, e será também possível o download de música para ouvir offline (sem ligação à internet). Tal como outros serviços de streaming de música, este recomendará nova música baseada nos gostos dos utilizadores, se bem que a Apple indica que estas recomendações não serão baseadas em algoritmos de computadores mas sim numa equipa de especialistas.

O Apple Music terá um preço de 9,99$ por mês para utilizadores individuais, ou 14,99$ para uma família de até 6 pessoas, com um período experimental gratuito de 3 meses. Ainda sem informações de preço para Portugal, o serviço estará disponível a partir de 30 de Junho em mais de 100 países e fará a sua estreia no iPhone, iPad, iPod Touch, Mac e PC. Surpreendentemente será também lançada uma aplicação para Android para disponibilizar também o serviço nesta plataforma, o lançamento da aplicação está estimado para o Outono, assim como o lançamento na Apple TV.

O Apple Music oferecerá funcionalidades como o “Beats1”, uma estação rádio com música 24h/dia sendo os responsáveis pela mesma os DJs Zane Lowe; Ebro Darden; e Julie Adenuga, e “Connect”, uma funcionalidade que permitirá aos artistas fazerem upload de música, fotos, e mensagens, conteúdo este que será partilhado com os fãs. Connect terá um funcionamento similar ao de um blog no qual os fãs se poderão inscrever e poderão posteriormente gostar e comentar publicações.

Apple Music Screenshots

A integração com a funcionalidade Siri também é uma aposta da Apple, será possível por exemplo pedir para reproduzir música de um artista ou faixas individuais, e poderá também ser feito um pedido mais generalista, como por exemplo pedir para reproduzir a música do top de verão de 2014.

A partir de agora a Apple competirá com rivais como o Spotify que já se encontra com uma forte presença no mercado. Uma vez que os preços são idênticos, a Apple parece querer competir com uma melhor experiência de serviço e integração com os seus dispositivos. A base de utilizadores de dispositivos iOS e o período experimental poderão desde já impulsionar a utilização deste novo serviço que se poderá tornar um concorrente de peso a outros serviços existentes.

0 comments