Apple aceita pagar 318 milhões euros na Itália

O acordo foi chegado entre a gigante norte-americana e a justiça deste país europeu, que acusava a Apple ter fugido a impostos empresariais entre os anos de 2008 e 2013.

De acordo com o jornal britânico The Guardian, a subsidiária da Apple na Itália e vários dos seus executivos seniores estavam sob investigação por fraude devido à alegada falha em cumprir com as obrigações em declarar os rendimentos durante esse período de tempo.

Teoricamente a Apple deveria pagar um valor a rondar os 880 milhões de euros mas, depois de vários meses de negociações, as autoridades italianas aceitaram fechar um caso por cerca de um terço daquele valor.

0 comentários