Apagar marcadores (bookmarks) no Safari

Uma das vantagens de se optar por equipamentos Apple é a facilidade de sincronização de informação entre os vários dispositivos, antes permitida pelo MobileMe e, mais recentemente, pela iCloud. Contudo, e apesar da superioridade da qualidade da marca em relação aos concorrentes, não está livre de falhas. Se, na maioria das vezes, esses bugs são corrigidos pela própria marca, com uma atualização de software, noutros momentos temos de recorrer aos fóruns e sites da especialidade para encontrar as soluções.

Um dos problemas que me têm vindo a afetar nos últimos tempos é a sincronização de marcadores (bookmarks) entre o iMac e o iPhone. Não sei precisar se o problema surgiu já no MobileMe ou agora com o iCloud, mas comecei a deparar-me com uma quantidade enorme de marcadores duplicados, tornando-se quase impossível a sua consulta. Por isso, procurei apagar os marcadores duplicados para fazer uma sincronização “limpa” – e foi aí que começou a minha dor de cabeça. Andei durante meses meses à procura de uma solução para este problema, mas nem em fóruns, nem no site de ajuda da Apple, nem mesmo pedindo ajuda nas redes sociais.

Pelo que li, desde que a Apple disponibilizou a última versão do Safari que é um quebra-cabeças apagar marcadores desorganizados, só sendo possível selecionando e apagando uma a uma! A piorar a situação, a sincronização com o iCloud parece ter duplicado a infinita lista de marcadores. Resultado? Safari demasiado lento e a existência de uma gigantesca lista de marcadores inúteis (para terem uma ideia, com todas as duplicações, fiquei com 9 mil marcadores!)

Finalmente, alguém com mais conhecimentos do que eu conseguiu encontrar uma solução para o problema: basta abrirmos o separador dos marcadores no Mac, escrever no campo de pesquisa algo comum à maioria dos marcadores (http ou .com, por exemplo) que automaticamente os resultados da pesquisa passam para a coluna da direita, passando, assim, a ser possível selecionar todas e apagar. Alerto apenas para apagarem somente as que se encontram em “Coleções” ou arriscam-se a apagar histórico e marcadores organizados que necessitem manter. Outro aspeto que devem ter em atenção é ter a sincronização iCloud desligada nos restantes iAparelhos (iPad, iPhone, etc.), para o processo ser mais rápido e a sincronização ser feita do zero.

No final, basta voltar a ativar o iCloud e voilà, ficamos com o Safari bem mais rápido e sem marcadores inúteis.

Podem ler o artigo original, aqui.

[divider]Pub.
[divider]

0 comentários