Adobe abandona Creative Suite para focar-se apenas no modelo por assinaturas através da Creative Cloud

No evento MAX que está a decorrer em Los Angeles, a Adobe expôs algumas mudanças importantes para o seu futuro associadas ao produto Creative Suite que deixará de ser suportado, para passar a focar todos os seus esforços na Creative Cloud.

Em termos práticos, a Adobe deixa de comercializar licenças individuais dos seus produtos, para passar a usar o modelo por assinatura, o cliente paga uma taxa mensal para usufruir dos programas pretendidos.

A Creative Suite 6, continuará a ser comercializada, a Adobe garante correções de bugs e respectivas atualizações a todos os seus clientes.

Estas mudanças começam a refletir-se a partir de Junho, com o lançamento de novas versões dos seus softwares, denominados de CC ( Creative Cloud ).

Preços Creative Cloud

produtos-adobe

A Adobe escolheu três diferentes formas de cobrar este novo serviço aos seus clientes, planos para pessoas físicas que inclui desde o serviço gratuito por 30 dias até ao plano que permite um desconto especial para clientes da Creative Suite. Planos para equipas e empresas, com preços bastante acessíveis. E ainda planos dedicados ao ensino com preços para pessoas singulares ou equipas. Podem ver em detalhe os preços aqui.

Projeto Mighty & Napoleon

Mighty-&-Napoleon

Na lista de novidades a Adobe apresentou ainda o projeto Mighty & Napoleon, uma stylus e uma régua digital que pretende facilitar a vida dos designers. A caneta conecta-se ao iPad através de Bluetooth, oferecendo ao designer uma série de ferramentas necessárias, como paleta de cores, pincéis, armazenando ainda as suas preferências e configurações na nuvem. Já a régua servirá apenas de auxílio para desenhar linhas e outros desenhos tradicionais.

0 comentários